Arquivo da tag: restaurante japonês

Ryo, resignificando origens e compartilhando tradições

O novo restaurante japonês da cidade, Ryo, chega com uma proposta diferenciada, ressignificando origens e compartilhando tradições. O chef Edson Yamashita, apresenta o estilo Kaiseki ao público, para que vivenciem uma experiência gastronômica tradicional japonesa.
A entrada é discreta, mas logo percebe-se a amplitude da casa. No andar térreo o salão com mesas e um balcão em L. No andar superior, uma mesa grande para 8 pessoas e uma sala de tatami bem espaçoso para 12 pessoas.
spoon-2016_0463Os pratos servidos na sequência sofrem mudanças constantes, aproveitando os melhores ingredientes da época. Portanto, caro leitor, não necessariamente encontrará esses pratos quando for conhecer o restaurante.
spoon-2016_0464
Inicialmente é servida uma água especial, com o intuito de preparar o nosso corpo para a experiência prestes a começar.
spoon-2016_0465
Delicado canapé com o “biscoito” feito na casa, leve, crocante, que desmancha na boca e que tem leve toque cítrico, com o tradicional karasumi.
spoon-2016_0466
Normalmente não peço drinks com saquês, mas fiquei curiosa nesse dia, ainda mais porque vai shisso na composição, um elemento difícil de utilizar em drinks. Bem, foi como eu imaginei, o shisso deu um amargor estranho, mas combinou com alguns pratos com sabor mais intenso.
spoon-2016_0468
Sunomono com pepino, alga, polvo, sanma e berinjela. Belíssimo prato!
spoon-2016_0470
Sashimi de atum, garoupa e buri sobre gelo picado.
spoon-2016_0471
Tomate Momotaro recheado com peixe e dashi. Quando chegou o prato, confesso que a primeira sensação foi de decepção, tomate com caldo?
spoon-2016_0472
Mas após a primeira colherada foi possível lembrar porque sempre gostei dos pratos do chef Yamashita. O trabalho dele com caldos é maravilhoso. Leve, delicado, mas ao mesmo tempo rico em sabor.
spoon-2016_0473
Magret de pato com purê de brócolis. Cada elemento do prato possuía um sabor delicioso, individualmente, e o pato estava no ponto com a casquinha perfeitamente torrada.
spoon-2016_0474
Sequência de sushis. Para mim, essa parte em especial, faz total diferença sentar-se ao balcão e receber um a um da mão do sushiman.
É difícil dizer qual o melhor sushi da cidade. Prefiro entender que existem diferentes estilos e cada um escolhe o preferido. No meu caso, os sushis feitos pelo chef Yamashita, são dos meus preferidos em São Paulo.
Uma sequência de sushis memoráveis, com direito a tai, toro, buri, carapau, vieira, massago, garoupa, toro com shisso e uni.
spoon-2016_0493
Uma belíssima surpresa, sushi de masago com gema de ovo curtido em misso.
spoon-2016_0480
Sushi com músculo de garoupa, uma das melhores da noite, sim, amo essa parte do peixe!! Pena que nem todos os sushimen sabem utilizar essa nobre parte.
spoon-2016_0482
Uni para fechar a sequência de sushis, claro, não podia faltar.
spoon-2016_0485
Surpresa à vista…
spoon-2016_0486
Bela composição do Arani com tilápia cozida em caldo que surpreende e enobrece o peixe.
spoon-2016_0488
De sobremesa, Mil Crepes de Matcha da confeiteira querida, Vanessa Fujihara. Bem delicado e japonês.
spoon-2016_0490
Chá para terminar a noite deliciosa.
spoon-2016_0492
Foi uma noite bastante agradável, com uma equipe muito acolhedora e simpática. Esse tipo de experiência completa, onde há um equilíbrio entre o espaço, a comida e o atendimento, é o que eu realmente aprecio.
Parabéns à equipe e muito sucesso! Gotisousamadeshita!

O Soft Open do Ryo vai de 25/10/16 à 30/11/16, com 30% de desconto na sequência de pratos. É necessário fazer reserva.

Ryo
Website: http://ryogastronomia.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/ryogastronomia/
Endereço:R. Pedroso Alvarenga, 665, Itaim Bibi, São Paulo, SP
Telefone: (11) 3881-8110
Horário de funcionamento: Ter à Sáb 18h às 0h.
OBS: Atende apenas sob reserva

Anúncios

O fim de uma jornada – Restaurante Kinoshita

Aqui termina uma longa jornada, quase três anos no Restaurante Kinoshita. Este lugar sempre terá um lugar muito especial no meu coração, foi onde pude descobrir o que realmente amo fazer. Quem me conhece sabe das tantas áreas pelas quais passei para chegar aqui.
Hoje dedico o post ao restaurante e toda a equipe, agradeço de coração por tudo, pelas risadas, pelos choros, pelos aprendizados, pelos estresses, pela experiência, pelo crescimento pessoal e profissional.
Ao chef Murakami san, um grande agradecimento pelos aprendizados, lidar com público não é fácil, ainda mais lidando com tantas coisas ao mesmo tempo, como facas, fogo, óleo quente, velocidade, agilidade, beleza, delicadeza, apresentação…
Kinoshita_Pati_001
À Suzana Murakami, imensa gratidão pelos conselhos, pelo apoio, por me ajudar a amadurecer. Às vezes, o que acontece nos bastidores, é até mais intenso do que o que se vê no balcão.
Me considero uma pessoa de muita sorte. Todos sabemos que trabalhar na área de restaurantes significa conhecer muita gente e se despedir da mesma forma de muitas pessoas. Uma área em que os profissionais entram e saem facilmente. Ainda assim, tive a oportunidade de trabalhar com pessoas incríveis, que me ensinaram, que me deram broncas quando precisei, que me forçaram a crescer, para me tornar melhor a cada dia.
Saudade do ex sous chef Sallada, gostava muito da sua forma de comandar, das exigências na qualidade dos pratos que saíam e da sua forma divertida de criar pratos.
1620481
Agradeço ao sous chef Alex pela paciência. Sei que muitas vezes não foi fácil, diferentes opiniões e pontos de vista. Mas foi quem teve a maior paciência em me ensinar tudo do zero, desde afiar a faca, abrir carnes, cortar vegetais, preparar caldos… Serei sempre grata.
MF5.2015_002
Pessoas que se tornam queridas para sempre, seja da cozinha, seja do salão.
Kinoshita_2013_0009Trabalhar na cozinha não é fácil, é um trabalho pesado, exige concentração, resistência, força, criatividade, disciplina, não é esse “glamour” que passa na televisão. Mas mesmo assim, sempre encontramos momentos de descontração.
10257113Além de muitos brindes!
Spoon.2015_1788
Trabalhar no Kinoshita também significa aprender outras coisas além da cozinha. Conhecer bebidas incríveis como o maravilhoso champagne Krug.
Kino_EVT2015_0040
Ter treinamentos sobre sakes.
Kinoshita.2015_041
Conhecendo a fundo, não somente as características teóricas das bebidas.
Kinoshita.2015_039
Poder participar de eventos dos mais variados. Sim, é uma experiência totalmente diferente de estar dentro do restaurante – a organização, a logística, as limitações, etc,
Kino_EVT2015_0017
Depois dos primeiros momentos de tensão de um evento, vem a alegria.
Kino_EVT2015_0002
Momentos que acabam unindo a equipe.
Kino_EVT2015_0020
Eventos em locais mágicos, imagine, Sala São Paulo!
IMG_9677Pratos planejados para cada ocasião, com toda a delicadeza e elegância.
IMG_9681
Momentos de criar. Que cozinheiro não gostaria de criar um prato seu? E se além de criar, fosse parar em uma publicação? Ah, é muita felicidade! Esse é o meu Buta Misso Yaki.
Kinoshita
Desafios dia a dia, um dos meus grandes desafios foi o tempura. Entender as características da massa, as diferentes técnicas existentes, o controle do óleo…
IMG_4400
Mas tudo fica muito mais fácil com o apoio dos amigos, né não? Agradeço a todos os amigos que vieram de longe – Piracicaba, Paraná, Argentina e até Espanha! Pode?
IMG_0034
E aos de perto também, sempre animando o dia e fazendo crescer o grupo! Amigos de academia, de colégio, de faculdade, de trabalho…
Kinoshita_Pati_004
Fora os(as) grandes companheiros(as) de profissão, de garfo e copo!
MF5.2015_003
Ah, não podemos esquecer os momentos de tietagem, hehe. Grandes chefs, como Michel Bras.
IMG_5472
E o Hattori san, direto do Japão.
IMG_5160
Tietagem divertidíssima com Fábio Porchat.
Kinoshita_x
Se me considero uma pessoa de sorte? Perguntem a qualquer funcionário do restaurante, kkk. Quem ganhava a maioria dos sorteios de qualquer coisa? hehe.
Kinoshita_2014_0022
Até uma Dom Pérignon ganhei! kkk. Há muito o que se comemorar nesses quase três anos!
Spoon.2015_1785E aqui termina a jornada pelo restaurante Kinoshita, fechando com a nova geração de funcionários para os quais desejo muito sucesso! Que seja apenas uma passagem e não o fim de uma experiência, que as amizades sejam duradouras, que o companheirismo e os aprendizados uns com os outros continuem sempre. Muito obrigada a todos, do fundo do meu coração!
Kinoshita.2016_006

Z San, o mais novo japonês na Oscar Freire

Foi inaugurado no dia 8 de setembro de 2015 o Z San, um restaurante de culinária japonesa fusion. Localizado na badalada Oscar Freire no Jardins, chama atenção já na entrada pela arquitetura, projeto de Arthur Casas.
Spoon.2015_1164Ao entrarmos, impressiona a arquitetura e a decoração como o amplo painel de luz e nichos com garrafas de sakês e areia com pedras lembrando os jardins zen.
Spoon.2015_1172São quatro pisos, sendo o subsolo dedicado a eventos,
Spoon.2015_1178O térreo com o balcão de sushi,
Spoon.2015_1179O primeiro piso com mesas e a visualização discreta da cozinha quente,
Spoon.2015_1173E o piso superior com o bar.
Spoon.2015_1174Desta vez ficamos no balcão de sushi, particularmente nosso espaço preferido em restaurantes japoneses, aqui liderado pelo experiente Jun Yamauchi.
Spoon.2015_1169Chama a atenção na ponta do balcão a piscina de gelo com frutos do mar.
Spoon.2015_1168Os peixes e frutos do mar ficam expostos na vitrine gelada.
Spoon.2015_1166De couvert, marzipan, que já dá a indicação de uma cozinha não tradicional.
Spoon.2015_1181Começamos com ostras, para ver como esse balcão de gelo funciona! rs. Fresquinhas e saborosas, acompanhadas de molho ponzu. (Ostras meia dúzia, R$ 36)
Spoon.2015_1183Noite quente, e queríamos experimentar a parte de sushis e sashimis, pratos quentes vão ficar para uma próxima oportunidade. Este são atum e salmão maçaricados.
Spoon.2015_1184Centolla? Opa, eu quero! Matando saudade do Japão. Muito suculento!
Spoon.2015_1185Hotate (vieira) com azeite trufado. Enormes e suculentos.
Spoon.2015_1186Belo Buri toro.
Spoon.2015_1187Toro.
Spoon.2015_1188Saba em montagem inusitada, com toque de shisso. Na verdade, esperava um tradicional nigurizushi, mas entendi como uma solução interessante para o peixe que não estava gordo.
Spoon.2015_1189Anchova negra.
Spoon.2015_1191Tai (pargo) que estava desmanchando na boca.
Spoon.2015_1195E o meu preferido da noite, lagostins!! Sim, aqueles expostos no gelo!! Estava saboroso e a textura incrível, me fazendo lembrar um pouco da textura dos camarões crus que comia no Japão. As duplas de sushis variam de R$ 13 (salmão) a R$ 33 (uni).
Spoon.2015_1193Fechamos com atum selado acompanhado de um tipo de vinagrete com manga e shisso. Inusitado, mas interessante combinação.
Spoon.2015_1196Além das entradas e sushis que experimentamos, existem outras opções como as tortillas com peixes e frutos do mar, sashimi, temaki, uramaki, baterá, hossomaki, tempurá, yakissoba, tepan e as sobremesas.
É um restaurante fusion como descrevi no começo, e a equipe deixa isso bem claro pelos itens que oferece ou recomenda, mesmo que você diga que prefere os itens tradicionais, rs. Nos sushis, adorei a experiência com a centolla e o lagostin, itens não muito comuns em outros restaurantes japoneses.
As japonices continuam em detalhes como prateleiras com balas japonesas e sakês.
Spoon.2015_1180Quem prefere a área externa, curtindo o movimento da rua, existe a opção na calçada da movimentada Oscar Freire.
Spoon.2015_1198Particularmente gosto mais de restaurantes japoneses mais tradicionais, mas a experiência no Z San, como um todo, foi bem interessante. É como se estivesse entrando em um dos estabelecimentos nas ruas agitadas de Tóquio. Edificação aparentemente estreita, vertical, letreiros coloridos, luzes… Gostei muito da proposta do projeto, acho que tem tudo a ver com a sua localização.
Spoon.2015_1197Agradecimentos à toda a equipe do Z San por toda a atenção e carinho. Sucesso!!!

Z San
Facebook: https://www.facebook.com/ZSan-632152453584120/timeline/
Endereço: Rua Oscar Freire, 439, Jardins, São Paulo, SP.
Telefone: (11)
Horário de funcionamento: Ter a Qui das18:30 às 23h / Sex e Sáb das 18:30 às 0h / Dom 13h às 16h.

Restaurante / Izakaya Bueno

Originalmente localizado no bairro da liberdade, em 2012 passa para o bairro de Cerqueira César. É um Izakaya, mas serve almoço de segunda à sábado.
Spoon.2014_0764Apesar de ser um restaurante japonês, serve o Bibimbap, que sempre é muito recomendado por todos que já experimentaram. Assim, esse foi a minha escolha do dia. O belo prato ainda acompanha misoshiru e salada.
Spoon.2014_0762Para mim, o melhor Bibimbap que comi até o momento em São Paulo!
Spoon.2014_0763Não parei por aí, não ia conseguir sair do restaurante sem experimentar o também famoso Buta no Kakuni.  Acompanhado da acelga chinesa, estava absolutamente perfeito!!! Macio, saboroso, suculento, que desmancha na boca…
Spoon.2014_0770Vou ser sincera, não consegui comer tudo, a porção era mega gigante, coisa que eu não esperava, com o preço tão baixo. Acabei levando para casa, fatiei e coloquei no meu lamen, que ficou maravilhoso também, hehe.
O almoço sai por uns R$ 45 a R$ 50. Vale muito a pena!

Restaurante / Izakaya Bueno
Website: http://www.izakayabueno.com.br/page/
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Restaurante-Bueno-_Alameda-Santos/236604866420008?ref=ts&fref=ts
Endereço: Alameda Santos, 835, Cerqueira Cesar, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 2386-8035.
Horário de funcionamento:
De Seg. a Sex. 11h30 – 14h30 e também 18h – 22h30
Sáb. 12h – 15h e também 18h – 22h30
Domingo fechado

Aizome e suas surpresas

Conheci o restaurante Aizome da chef Telma Shiraishi no final do ano passado, junto com queridos amigos. Localizado no Jardins, próximo ao cruzamento entre a Av. Paulista e Av. Brig. Luís Antônio, o restaurante é discreto, bem ao estilo japonês.
Ao entrarmos no estabelecimento, logo nos deparamos com o balcão, meu local preferido!
Spoon.2014_0850As entradinhas são coisas que gosto muito em restaurantes japoneses, sempre cheio de surpresas. Simplicidade de produtos trabalhados com carinho.
Spoon.2014_0853Uma surpresa no foi esse brotinho com uma capa gelatinosa. Parece até um alien, rs. A chef Telma costuma apresentar sempre surpresas, especialmente de ingredientes que traz do Japão ou ingredientes produzidos pela Marisa Ono (verduras, misso, mochi….).
Spoon.2014_0855Ai, essa lula frita!!! E esse molho então, feito com a tinta da mesma, um espetáculo!
Spoon.2014_0858Misoshiru com cogumelos enoki.
Spoon.2014_0860Sushis variados.
Spoon.2014_0862E o prato diferente que amei, picanha com molho de misso, maravilhoso!
Spoon.2014_0867Pude experimentar três sobremesas, ô vida de gordinha! kkkk. O primeiro é o meu preferido, sorvete de misso com figo caramelizado.
Spoon.2014_0871Cheesecake de tofu, isso mesmo, tofu! Bem delicado.
Spoon.2014_0872Soufflé de chocolate que vem no papelote.
Spoon.2014_0873Olha a cara do soufflé.
Spoon.2014_0875O dia foi divertidíssimo, em ótima companhia!
Spoon.2014_0869No ano novo ainda tivemos a felicidade de experimentar pratos deliciosos feitos para comemorar a data. Nem a falta de luz por conta da época de chuvas impediu a nossa degustação, hehehe. Delicadeza em cada elemento simbólico.
Spoon.2015_0041E o tradicional ozoni, este feito com caldo de pato. Detalhe, moti da Marisa Ono!
Spoon.2015_0042Comemorar o começo de mais um ano desse jeito é bom demais!
Spoon.2015_0046Gotisousamadeshita!!!

Restaurante Aizome

Website: http://www.aizome.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/restauranteaizome?fref=ts
Endereço: Alameda Fernão Cardim, 39, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3251-5157
Horário de funcionamento: seg à sex, 12:00 às 14:30, e 18:30 às 23:00; sáb, 18:30 às 23:00.

Pub Key – restaurante japa em shopping pode?

Esse foi uma das grandes surpresas em relação a restaurantes japoneses. O Pub Key está localizado dentro do Shopping Top Center na badalada Avenida Paulista. Antes de conhecer, a minha pergunta era, sério, restaurante japonês dentro de shopping center? affff.
Só que este é um caso à parte. Sim, está localizado dentro de um shopping center, mas tem um detalhe muito importante, encontra-se também no mesmo prédio o Consulado japonês. Bem, nem preciso dizer mais nada, né!Spoon.2014_0909Nesta visita pedimos o Ebi Fry Karê. O prato principal vem com arroz e camarões empanados, com molho karê à parte que vamos despejando no prato. Acompanha o prato itens como misoshiru, salada, picles japonês e fruta da estação de sobremesa.
Spoon.2014_0911Aqui vale o vídeo que fizemos!!!

Detalhe do Ebi Fry, isto é, camarões empanados.
Spoon.2014_0912Experimentamos também um combinado de sashimis e sushis. Sinceramente, fantástico! Frescor e fatias generosamente saborosas…
Spoon.2014_0913Amei o restaurante, e em ótima companhia, tudo estava absolutamente delicioso. Mais um capítulo de “Gordinhos em Ação”!!! kkk.
Spoon.2014_0915Não vejo a hora de experimentar mais pratos…

Pub Key
Endereço: Avenida Paulista, 854, Top Center, loja 69, Bela Vista, São Paulo, SP
Telefone: (11) 3145-1741

Espaço Kazu, a primeira impressão decepcionou

Aproveitando o meu passeio pela Liberdade, tentando encontrar alguns produtos, resolvi conhecer o Kazu, sempre presente em feiras e eventos. Apesar de frequentar algumas vezes os restaurantes da R. Tomás Gonzaga, nunca havia visto esta fachada modernosa. Pensei, deve fazer um tempão que não passo por aqui… rs.

Spoon_AG_0493O restaurante é relativamente espaçoso.

Spoon_AG_0499No andar superior a parte de sobremesas, que é um espaço de café também.

Spoon_AG_0494Quase 13:20 e achei que pegaria uma baita fila, mas foi muito tranquilo pela existência de cadeiras no balcão. Sentei quase que imediatamente. Como havia comido um pastel no café da manhã, resolvi pegar mais leve, algo como um peixe assado. Escolhi o “Yakizakana da época”, no caso o arenque da Noruega, resolvi experimentar por curiosidade mesmo.

Sentei no balcão, e nem arrumaram o hashi e o salzinho que reparei que colocam quando sai um cliente e prepara para o próximo. Oshibori (toalhinha úmida e quente) também não tinha, sei lá, faz uma falta em restaurante japa, não? Pelo menos é uma das primeiras coisas que acabo esperando em restaurante japonês, mas pensei, deve ser uma proposta mais moderna, vai saber. Pedi o prato e na hora avisaram que o buffet de saladas estava disponível para o prato que eu havia escolhido.

Spoon_AG_0500Peguei o que parecia mais japa, nada de maionese de batata, refogado de abobrinha e coisas do tipo. Escolhi apenas 3, a berinjela, o rabanete e a acelga. O melhor foi a berinjela, no ponto, levemente adocicado, suculento, mas observo que se não pegar a parte de cima da bandeja, nem é tão bom. Explico melhor, eles empilham demais a berinjela e só no topo tem gengibre e cebolinha que fazem TOTAL diferença. O rabanete estava mais ou menos, achei meio doce demais e senti falta de acidez. A acelga estava meio sem tempero, predominou a pimenta vermelha.

Spoon_AG_0501O tempo foi passando e nada do prato chegar… Nessas horas a gente começa a reparar em tudo, né. O balcão preto na minha frente estava extremamente empoeirado, dava muita aflição. Se olhar a foto com atenção, dá para ver onde passei a mão…

Spoon_AG_0502E o pote de shoyu da Sakura com adesivo por cima com o nome da concorrente Kikkoman… não deu para deixar de notar…

Spoon_AG_0504A minha vizinha que pediu o prato quase junto comigo, e que comia vagarozamente, estava quase terminando. Dois japas sentaram do meu lado, chegaram bem depois, e já haviam comido a entrada de shimeji muito branco e enorme, e estavam comendo pratos com curry, que aliás, devia estar muito bom, porque os comentários foram bem positivos.

Eu nem estava com muita fome quando cheguei, mas a esta altura já estava ficando incomodada. Foi então, que depois de 30 minutos, o funcionário que parecia o gerente veio falar comigo. Perguntei em tom de piada, “vai dizer que não tem o peixe?”. Ele respondeu que haviam esquecido de colocar o peixe na grelha e que demoraria uns 10 minutos, pediu desculpas e me ofereceu uma cortesia. Aceitei. Sei lá, depois que comecei a trabalhar em restaurante, algumas coisas a gente fica muito cri-cri, mas outras a gente passa a entender e tentar ser compreensiva, pensando que um dia pode acontecer comigo também, essa coisa de esquecer. Mesmo a cortesia demorou um bocadinho, um Ussuzukuri de salmão. É… bonito não é, nem as fatias bem finas, o molho estava mais ou menos. Mas pensando como uma cortesia, não seria muito crítica. Um casal que comia perto, ainda mergulhava esse salmão no shoyu, mega aflição… kkkk

Spoon_AG_0503Antes que terminasse de comer o salmão, chegou finalmente o prato que eu havia solicitado. Bonito o peixe, não? Veio acompanhado de Missoshiru e Gohan.

Spoon_AG_0506Aqui preciso abrir um parênteses para o Gohan, por deus, quem serviu isso???? Um tanto quanto desleixado, não?! Além da apresentação, o arroz estava meio empapado e os grãos estraçalhados. Peloamor, mais respeito com o arroz!!! Não consegui deixar de reparar no prato dos japas, deve ser a mesma pessoa que serve o arroz, pois vi o bloco, bem a parte que fica no fundo da panela e fica mais queimadinha, sabe?

Spoon_AG_0507O Missoshiru estava OK, mas não consegui terminar de tomar, no final estava meio salgado. Vem com tofu, algas bem picadas e cebolinha.

Spoon_AG_0508Ah, e por fim o arenque. Esse estava ótimo, muito saboroso, bem umidinho. E a quantidade, achei relativamente grande, dividiria tranquilamente com a minha irmã, hehe. Ponto positivo, finalmente!

Spoon_AG_0509Só o prato é meio pequeno para esse peixe, fica um pouco difícil de manusear, considerando que temos que tirar a espinha.

Spoon_AG_0510Bem, digamos que a primeira impressão não foi muito boa, mas considerando uma refeição relativamente barata para restaurante japa, relevo algumas coisas. Tentaria uma segunda vez, mas para comer o Curry que os japas estavam gostando, além de experimentar as tentações do piso superior. Olhem a sequência de tentações!! Amo doces japas!!

Spoon_AG_0495Spoon_AG_0496

O que mais tenho vontade de experimentar é o Choux Cream de Amêndoas, fortemente recomendado por uma amiga.

Spoon_AG_0497E tem também os lanches salgados, parece um bom lugar para tomar lanches, bater papo com amigos, dar um break no meio de um passeio…

Spoon_AG_0498Espaço Kazu
Site: http://www.espacokazu.com.br/
Endereço: Rua Thomaz Gonzaga nº 84/90 – Liberdade
São Paulo – SP
Horário de Funcionamento:
Terça à Sábado: 11h00 às 15h00 / 18h00 às 22h30min.
Domingo: 11h00 às 15h00 / 18h00 às 21h00.