Arquivo da tag: Liberdade

Restaurante Ban, o pai do Izakaya Matsu

Um dos remanescentes da velha guarda dos restaurantes japoneses, o Ban, do dedicado e inspirado Haraguchi-san, é onde gosto de comer aos domingos no almoço. Seus otoshis são sempre uma surpresa, utilizando o que há de mais fresco em cada época do ano.
Spoon.2015_0583Seus temperos, seus caldos, são preciosidades, conhecimentos que qualquer cozinheiro gostaria de aprender. Somen divino, simples e confortante…
Spoon.2014_0970O carinho e o talento do Haragichi-san em cada prato. Acorda cedo todos os dias em busca de produtos frescos e de qualidade. Passar essa tarefa para outra pessoa? Nem pensar!
Spoon.2014_0243Essa sardinha estava impecável, desmanchando na boca… um exemplo de como um produto simples, barato e marginalizado no mercado pode atingir um nível tão elevado.
Spoon.2015_0585Tirashisushi feito pela aprendiz do Haraguchi-san. É, aqui tem mulher no sushi…
Spoon.2014_0294O Katsu Karê que tanto adoro!
Spoon.2014_0245E a sobremesa tipicamente japonesa, o Anmitsu, que até agora não encontrei melhor em São Paulo, tanto pelo sabor quanto pela delicada e harmoniosa composição.
Spoon.2014_0247Ainda preciso conhecer o menu degustação da noite, dizem que é um show de técnica de culinária japonesa!
Não é a toa o sucesso das comidinhas do Izakaya Matsu, tendo como “pais” o Izakaya Issa e o Restaurante Ban!

Restaurante Ban
Facebook: https://www.facebook.com/ban.liberdade?fref=ts
Endereço: Rua Tomás Gonzaga, 20, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3341-7740.
Horário de funcionamento:
Ter. a Sex. 11h30 – 14h30 e 18h – 22h30.
Sáb. 11h30 – 15h30 e 18h – 22h30.
Dom. 11h30 – 15h30 e 18h – 21h30.
Seg. fechado

 

 

Anúncios

Meu Udon – Inauguração em novo espaço!

Lembram do Meu Gohan, que apesar do nome, vendia udon lá nas proximidades do Metrô Santa Cruz? Pois é, eu havia postado que estava com serviços temporariamente suspensos, e era exatamente pela mudança de endereço. Ontem fomos convidados pelo Mizumoto san para o pré-opening, agora com novo nome “Meu Udon“, no piso superior do Espaço Kazu, localizado no Bairro da Liberdade.
Diferentemente da localização anterior, ganha uma cara bem mais moderninha, organizada, e com acesso bem mais fácil para um maior número de pessoas. O espaço é aconchegante com uso de madeira clara e janelas com a vista da rua Thomaz Gonzaga. A cozinha é aberta com balcão por onde as pessoas passam para pegar o seu udon.
Spoon.2015_0724O simpatissíssimo Mizumoto san sempre na maior alegria!
Spoon.2015_0726O cardápio é enxuto com informações bem claras. Gostei muito da opção “Menu Sazonal”, e os preços variam de R$ 19,80 a R$ 27,00 (junho de 2015).
Spoon.2015_0727A alegria da pré inauguração era contagiante! Claro que não perderíamos a oportunidade de prestigiar o trabalho do Mizumoto san!
Spoon.2015_0731Na fila do udon, momentos de ansiedade para experimentar os udons e seus acompanhamentos.
Spoon.2015_0733Ah, e finalmente o meu udon!! Escolhi o Kare-Udon por conta do frio, com todos os tempurás possíveis, hahahah.
Spoon.2015_0736Destaque, claro, ao udon feito pelo próprio Mizumoto san! Espetacular!!! Tem coisa melhor que uma comidinha deliciosa feito com tanto carinho?
Spoon.2015_0737Mizumoto san, desejamos muito sucesso nessa nova empreitada! Pode ter certeza de que apareceremos muitas vezes, e naquele esquema HARDCORE, que você sabe, hehehehe.
Spoon.2015_0741A inauguração oficial do Meu Udon acontece amanhã, dia 18/06/2015, às 11:30.

Meu Udon

Website: http://meuudon.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/meuudon?fref=ts
Endereço: Rua Thomaz Gonzaga 84/90, Espaço Kazu 1°Andar, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3203-1588
Horário de funcionamento:
Terça à Sábado: 11:30 à 15:30 | 18:00 à 22:30
Domingos e Feriados: 11:30 à 15:30 | 18:00 à 21:00
(Fecha às segundas-feiras, exceto feriados prolongados)

Kabura

O Kabura, mais um Izakaya tradicional em São Paulo, é uma boa opção para o final do expediente.
Spoon.2015_0067Só uma coisa que não é muito bacana como izakaya, não tem muita opção de saquês e chochus, e ainda vem as caixinhas…
Spoon.2015_0068Aqui é muito famoso pelas robatas, ou espetinhos.
Spoon.2015_0069Pedimos alguns… Quiabo…
Spoon.2015_0070Pimenta… Uma de minhas preferidas!
Spoon.2015_0071Língua…
Spoon.2015_0074Ainda pedimos berinjela grelhada com misso, esse com toque avinagrado demais para mim, o que me incomodou um pouco.
Spoon.2015_0072Yaki oniguiris, assados na grelha, não podiam faltar! Aqui a recomendação é que peça no primeiro pedido, pois costumam demorar um bocado.
Spoon.2015_0075Olha o que está para vir… A “churrasqueira” é uma atração à parte.
Spoon.2015_0076E aqui está, a anchova assada! Um espetáculo!!
Spoon.2015_0077Meio da asa…
Spoon.2015_0079E por fim a prato mega gigante de frango frito com lâminas de alho, uma delícia!
Spoon.2015_0081Gordinhos mega felizes sairam rolando do Kabura…. kkkk
Spoon.2015_0082Restaurante Kabura
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Kabura/206287909404993?ref=ts&fref=ts
Endereço: Rua Galvão Bueno, 346, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3277-2918.
Horário de funcionamento: Seg à Sáb, 19h às 2h.

Chinês Champion

Uma coisa que fico imaginando, é que os chineses devem achar a mesma coisa que achamos das versões da culinária fast food japonesa. Estamos tão acostumados com a comida chinesa em caixinhas, os comuns, frango xadrez, yakissoba, rolinho primavera, bifum e afins, que muitas vezes nem imaginamos a ampla gama de possibilidades da culinária chinesa.
Assim, fomos conhecer o Restaurante Champion, localizado no bairro da Liberdade. São duas unidades, uma de frente para a outra. Entramos no que foi indicado como mais tranquilo.
Spoon.2015_0020Sentamos na tradicional mesa com o centro giratório, o que facilita o compartilhar dos pratos.
Spoon.2015_0021Curioso ver as senhoras fazendo parte da preparação dos pratos no meio do salão.
Spoon.2015_0022Pedimos uma série de pratos, indicados pelos membros do grupo que já conheciam a casa.
Macarrão de arroz com carne. Muito saboroso, e com cara de refeição completa.
Spoon.2015_0023Rã frito. Parece franco, mas incomoda um pouco os ossinhos por toda parte.
Spoon.2015_0024Bucho de peixe, o sabor é ok, mas confesso que a textura incomoda um bocado. Deve ser uma daquelas coisas que precisamos de tempo para acostumar, rs.
Spoon.2015_0025Broto de chuchu, inusitado e delicioso.
Spoon.2015_0026Tofu frito com camarão. Um pouco insosso para mim.
Spoon.2015_0027Arroz tipo motigome com costela. Quando chegou, pensei, o arroz para acompanhar os pratos? Mas não era…
Spoon.2015_0031Parece um tipo de escondidinho, e o sabor é maravilhoso! Comeria uma marmita dessas sozinha, rs.
Spoon.2015_0032De sobremesa, o famoso leite frito! Apesar de um pouco doce demais para o meu paladar, dá vontade de comer de monte!
Spoon.2015_0029Dentro do leite frito, uma massa que parece um moti, só que bem mais mole, com gosto de leite doce e por fora a camada da massa frita.
Spoon.2015_0030O restaurante é uma opção interessante no quesito custo/benefício, ainda mais com um grupo grande de amigos. Os pratos são bem generosos e quanto mais gente, mais sabores conseguimos experimentar. Para se ter uma idéia, estávamos em 7 pessoas, e dividindo a conta, deu R$ 50 para cada, incluindo as bebidas (chá, água e refrigerante). E detalhe, sobrou muita comida!
Spoon.2015_0034Só os pratos acho oleosos demais, então, para mim, seria uma opção apenas para comer bem de vez em quando.

Restaurante Champion
Endereço: Rua da Glória, 141 / 118, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3101-2827.

Misso Lamen no Yamaga

Meu novo assistente, o Hideki, trabalha em dois restaurantes e então resolvemos visitá-lo no outro restaurante, o Yamaga, na Liberdade. A sugestão, ainda mais para esses dias frios e chuvosos, foi o Lamen, em especial o Misso Lamen. Então fomos nós, convidando quem foi possível para causar, é claro, heheheh.
Para variar, chegamos no abre, kkkk. Porteiro? Que nada!! É o Guilherme esperando, huahuahauha.
Spoon_AG_2014_244Selfie para começar a bagunça! Hideki que nos aguarde!!! Desta vez levamos ainda a Mika, minha amiga da academia e o Guilherme, sushiman.
Spoon_AG_2014_243_MikaFoto: Mika
Esse é o Hideki, minha gente!!
Spoon_AG_2014_245O ambiente é bem tradicional e funciona há 26 anos.
Spoon_AG_2014_246Fomos recebidos com um osuimono, como usualmente ocorre em restaurantes japoneses. Mas claro, o que queríamos já estava definido antes mesmo de nos entregarem o cardápio, rs.
Spoon_AG_2014_247Pedimos o clássico “combo” inseparável, lamen com guioza!!! Que venham!!
O guioza estava maravilhoso, massa fina e ligeiramente crocante, recheio suculento e molho com toque apimentado e óleo de gergelim.
Spoon_AG_2014_248E o Misso Lamen, um dos meus preferidos!!! Ô diliça!!!
Spoon_AG_2014_250Quem disse que o lamen acaba por aqui??? Como boas japas, Soninha e eu mandamos o gohan (arroz) no resto do caldo!! Tem que aproveitar tuuuudo, minha gente!!! kkkk. Confesso que, a princípio, estava com vergonha de pedir arroz para colocar, como sempre faço em casa, mas já que a Soninha pediu, completou minha felicidade, hahahaha.
Spoon_AG_2014_252Para fechar, uma surpresa do nosso amigo Hideki, tempurá de sorvete!!!! Ahá, como queria comer isso, kkkk… Sério, comeria uns 10 desse, tava bão demais!!
Spoon_AG_2014_253E claro, mais um selfie para fechar a noite, e para variar, o restaurante!!!
Spoon_AG_2014_255Gotisousamadeshita!!! Valew galeeeeera!!! Até a próxima aventura…

Restaurante Yamaga
Website: http://www.restauranteyamaga.com.br/#
Endereço: R. Tomás Gonzaga, 66, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3275-1790
Horário de funcionamento: Seg, Ter, Qui e Sex: 11:30 às 14:30 e 18:30 às 23:00. Sáb 12:00 às15: 00 e 18:30 às 23:00. Dom 12:00 às 21:00. Fechado às quartas.

Espaço Kazu, a primeira impressão decepcionou

Aproveitando o meu passeio pela Liberdade, tentando encontrar alguns produtos, resolvi conhecer o Kazu, sempre presente em feiras e eventos. Apesar de frequentar algumas vezes os restaurantes da R. Tomás Gonzaga, nunca havia visto esta fachada modernosa. Pensei, deve fazer um tempão que não passo por aqui… rs.

Spoon_AG_0493O restaurante é relativamente espaçoso.

Spoon_AG_0499No andar superior a parte de sobremesas, que é um espaço de café também.

Spoon_AG_0494Quase 13:20 e achei que pegaria uma baita fila, mas foi muito tranquilo pela existência de cadeiras no balcão. Sentei quase que imediatamente. Como havia comido um pastel no café da manhã, resolvi pegar mais leve, algo como um peixe assado. Escolhi o “Yakizakana da época”, no caso o arenque da Noruega, resolvi experimentar por curiosidade mesmo.

Sentei no balcão, e nem arrumaram o hashi e o salzinho que reparei que colocam quando sai um cliente e prepara para o próximo. Oshibori (toalhinha úmida e quente) também não tinha, sei lá, faz uma falta em restaurante japa, não? Pelo menos é uma das primeiras coisas que acabo esperando em restaurante japonês, mas pensei, deve ser uma proposta mais moderna, vai saber. Pedi o prato e na hora avisaram que o buffet de saladas estava disponível para o prato que eu havia escolhido.

Spoon_AG_0500Peguei o que parecia mais japa, nada de maionese de batata, refogado de abobrinha e coisas do tipo. Escolhi apenas 3, a berinjela, o rabanete e a acelga. O melhor foi a berinjela, no ponto, levemente adocicado, suculento, mas observo que se não pegar a parte de cima da bandeja, nem é tão bom. Explico melhor, eles empilham demais a berinjela e só no topo tem gengibre e cebolinha que fazem TOTAL diferença. O rabanete estava mais ou menos, achei meio doce demais e senti falta de acidez. A acelga estava meio sem tempero, predominou a pimenta vermelha.

Spoon_AG_0501O tempo foi passando e nada do prato chegar… Nessas horas a gente começa a reparar em tudo, né. O balcão preto na minha frente estava extremamente empoeirado, dava muita aflição. Se olhar a foto com atenção, dá para ver onde passei a mão…

Spoon_AG_0502E o pote de shoyu da Sakura com adesivo por cima com o nome da concorrente Kikkoman… não deu para deixar de notar…

Spoon_AG_0504A minha vizinha que pediu o prato quase junto comigo, e que comia vagarozamente, estava quase terminando. Dois japas sentaram do meu lado, chegaram bem depois, e já haviam comido a entrada de shimeji muito branco e enorme, e estavam comendo pratos com curry, que aliás, devia estar muito bom, porque os comentários foram bem positivos.

Eu nem estava com muita fome quando cheguei, mas a esta altura já estava ficando incomodada. Foi então, que depois de 30 minutos, o funcionário que parecia o gerente veio falar comigo. Perguntei em tom de piada, “vai dizer que não tem o peixe?”. Ele respondeu que haviam esquecido de colocar o peixe na grelha e que demoraria uns 10 minutos, pediu desculpas e me ofereceu uma cortesia. Aceitei. Sei lá, depois que comecei a trabalhar em restaurante, algumas coisas a gente fica muito cri-cri, mas outras a gente passa a entender e tentar ser compreensiva, pensando que um dia pode acontecer comigo também, essa coisa de esquecer. Mesmo a cortesia demorou um bocadinho, um Ussuzukuri de salmão. É… bonito não é, nem as fatias bem finas, o molho estava mais ou menos. Mas pensando como uma cortesia, não seria muito crítica. Um casal que comia perto, ainda mergulhava esse salmão no shoyu, mega aflição… kkkk

Spoon_AG_0503Antes que terminasse de comer o salmão, chegou finalmente o prato que eu havia solicitado. Bonito o peixe, não? Veio acompanhado de Missoshiru e Gohan.

Spoon_AG_0506Aqui preciso abrir um parênteses para o Gohan, por deus, quem serviu isso???? Um tanto quanto desleixado, não?! Além da apresentação, o arroz estava meio empapado e os grãos estraçalhados. Peloamor, mais respeito com o arroz!!! Não consegui deixar de reparar no prato dos japas, deve ser a mesma pessoa que serve o arroz, pois vi o bloco, bem a parte que fica no fundo da panela e fica mais queimadinha, sabe?

Spoon_AG_0507O Missoshiru estava OK, mas não consegui terminar de tomar, no final estava meio salgado. Vem com tofu, algas bem picadas e cebolinha.

Spoon_AG_0508Ah, e por fim o arenque. Esse estava ótimo, muito saboroso, bem umidinho. E a quantidade, achei relativamente grande, dividiria tranquilamente com a minha irmã, hehe. Ponto positivo, finalmente!

Spoon_AG_0509Só o prato é meio pequeno para esse peixe, fica um pouco difícil de manusear, considerando que temos que tirar a espinha.

Spoon_AG_0510Bem, digamos que a primeira impressão não foi muito boa, mas considerando uma refeição relativamente barata para restaurante japa, relevo algumas coisas. Tentaria uma segunda vez, mas para comer o Curry que os japas estavam gostando, além de experimentar as tentações do piso superior. Olhem a sequência de tentações!! Amo doces japas!!

Spoon_AG_0495Spoon_AG_0496

O que mais tenho vontade de experimentar é o Choux Cream de Amêndoas, fortemente recomendado por uma amiga.

Spoon_AG_0497E tem também os lanches salgados, parece um bom lugar para tomar lanches, bater papo com amigos, dar um break no meio de um passeio…

Spoon_AG_0498Espaço Kazu
Site: http://www.espacokazu.com.br/
Endereço: Rua Thomaz Gonzaga nº 84/90 – Liberdade
São Paulo – SP
Horário de Funcionamento:
Terça à Sábado: 11h00 às 15h00 / 18h00 às 22h30min.
Domingo: 11h00 às 15h00 / 18h00 às 21h00.

Yoka, a pastelaria campeã!

Olha, essa foi uma grande surpresa. Sempre passei na frente do Yoka e nunca tive vontade de entrar, até que um tempo atrás um dos souschefs comentou que o pastel deles era maravilhoso. A recomendação era o pastel de carne com ovo de gema mole. Fiquei mega curiosa para conhecer.

Então resolvi tomar o café da manhã lá, rasgueira, eu sei, mas a vontade era muito grande, hehehe. Olha a fachada, eu não dava nada…rs

Spoon_AG_0480O lugar é meio apertadinho, e as mesas acabam sendo coletivas.

Spoon_AG_0482Os preços dos pastéis variam de R$ 4,50 a R$ 10,50.

Spoon_AG_0481E depois de alguns minutinhos, chega o meu pastel, don, don, don… expectativa… rs

Spoon_AG_0483É menor que um pastel especial, mas estava bem pesado. E voilá, que espetáculo!!! Mega recheado, recheio bem feito e umidinho, delícia!!  Ah, e a massa, bem sequinha e crocante! Vale a pena experimentar.

Spoon_AG_0484Além dos pastéis, eles servem também salgados como esfihas, coxinhas e quibes, que pareciam muito bons também. Pastel Yoka foi eleito “O melhor pastel da cidade” pelo júri da Veja São Paulo em 2012. Confiram a matéria na Band na qual aparecem os famosos pastéis:

Yoka
Site: http://www.yoka.com.brR. dos Estudantes, 37, Liberdade, São Paulo, SP.
Horário de funcionamento: 9h às 20h (sáb. e dom. até 19h)