Visitando Graham’s em Vila Nova de Gaia

Este era um dos meus passeios mais esperados em Porto, visita à Graham’s.
Vila Nova de Gaia fica na margem oposta do Rio Douro em relação ao centro histórico de Porto, e é onde estão as famosas caves de Vinho do Porto.
Atravessando a ponte Dom Luis, nas proximidades da margem do Rio Douro estão as caves como Cálem, Ramos Pinto, Burmester, Churchill’s, Cockburn’s Port, Ferreira, Offley Forrester, Real CA Velha, Rozès, Sandeman, W & J Graham e Taylor’s.
A Graham’s fica bem no finalzinho da margem, ficando muito claro que quem vai até lá, vai intencionado.
Graham’s é, simplesmente, a melhor e mais reputada casa de Porto, na opinião de Robert Parker, Michael Broadbent, Clive Coates e da revista Wine Spectator, entre outros. Segundo o crítico Robert Parker, trata-se do “melhor produtor de Porto do pós-Guerra”. Campeã absoluta de medalhas de ouro acumuladas no International Wine Challenge. Prestígio e qualidade incomparáveis.
pt-es_2016_0751
Logo após a entrada de pedestres, pode-se ver o restaurante deles, o Vinum, onde jantarei mais tarde.
pt-es_2016_0752
Mais para frente a rua de acesso à área de visitação cheio de videiras.
pt-es_2016_0754
Aqui já na sala de exposição, onde os visitantes podem passear enquanto aguardam o guia.
pt-es_2016_0755
Um pouco dos artefatos utilizados non passado.
pt-es_2016_0756
Aqui o famoso Porto Graham’s Colheita 1952 lançado em meados de 2012 em homenagem ao Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II. Uma colheita histórica, tornando-se num dos vinhos do Porto mais elogiados pela imprensa especializada internacional. Possui aroma de nozes, ameixa seca e mel, com notas de frutos secos e caramelo e frescor de fruta cítrica.
pt-es_2016_0758
A produção das uvas ocorre no Douro, mas o envelhecimento é feito em Vila Nova de Gaia, onde o clima é ideal para o envelhecimento dos vinhos. Interessante lembrar a Graham’s é responsável por 33% do  mercado mundial de vinhos do Porto Premium, um número considerável.
pt-es_2016_0765
Ainda na adega. É… pelo jeito meu ano de nascimento não foi um bom ano de vinhos, rs.
pt-es_2016_0773
A Sala de Degustação logo após a passagem pela adega
pt-es_2016_0780Mais para frente a imponente Sala Privativa Vintage, onde pude provar Portos inesquecíveis. Em ambiente aconchegante  e atmosfera silenciosa com condições de degustação profissional, pode-se provar os vinhos premiuns.
pt-es_2016_0787
Começando a degustação com as explicações da Diana a minha guia particular super simpática e divertida. Era vinho que não terminava mais.
pt-es_2016_0793
Começamos com os Rubis, jovens, que são envelhecidos em grandes tonéis de carvalho americano, e assim o vinho não tem muito contato com a madeira e possuem cor vermelho bem escuro. Abaixo o Six Grapes e o vintage Quinta dos Malvedos 2004.
Six Grapes ( 15,95) – pode-se sentir tanino, ameixa e frutas secas, harmonizando bem com chocolates escuros e bolo de frutas.
Quinta dos Malvedos 2004 ( 39) – com maturação em garrafa, pode-se sentir framboesa e tanino, porém mais suave, harmonizando bem com queijos fortes.
Os vintages não passam pelo processo de fintragem, portanto podem envelhecer ainda um tempo em garrafa. No começo os vintages vêm com uma explosão de frutos e é muito tânico. Com o envelhecimento vai ficando mais arredondado, mais suave e passa para frutas vermelhas mais secas. Os preços variam de acordo com as safras.
pt-es_2016_0798
Passando para os Tawnies que são envelhecidos em barris de pequeno porte em carvalho português ou francês, portanto com maior contato com a madeira. Os Tawnies possuem cores como âmbar e caramelo.
Tawny 10 anos ( 21,95) – aromas de frutas secas, figo, ameixa, bem fresco. Harmoniza bem com presunto e amêndoas salgadas.
Tawny 20 anos ( 39.95) – aromas de amêndoas e casca de laranja. Harmoniza bem com ovos e foie gras.
Tawny 30 anos ( 72) – aromas de frutas secas intensas e mel. Harmoniza bem com nozes.
Tawny 40 anos ( 120) – puxa mais para whisky, com aroma de madeira bem forte.
Graham’s 1982 ( 120) – aromas de frutas secas.
Quinta do Vesúvio 1996 ( 95) – feita 100% com pisa de pé, suave, com aromas de framboesa, amora e chocolate.
Warre’s 1980 ( 135) – possui final bem seco, é mais alcoólico e lembra whisky.

pt-es_2016_0800
Após a degustação mais do que especial, umas comprinhas já com a idéia do que gostaria de trazer para o Brasil.
pt-es_2016_0802
Comprei o Tawny 20 anos e 30 anos, que como são filtrados não envelhecem, isto é, se eu guardar a garrafa de 20 anos por 10 anos não passa a ser um Porto de 30 anos, continua sendo de 20 anos.
E para entrar mais no clima e me estimular a estudar mais sobre vinhos, comprei o Vintage Quinta do Vesuvio 2013, feita 100% com pisa de pé, para brincar de envelhecer em casa. Dizem que foi um ano bom e que seria interessante deixar envelhecer uns 10 anos. É sempre uma loteria, ainda mais por eu não ter condições ideiais de armazenamento, mas vale a intenção e a surpresa quando abrir, hehehe.
pt-es_2016_0806
Experimentei no total 9 vinhos do Porto muito especiais e no final fiquei apreciando um que gostei muito enquanto aguardava o jantar.
Impressiona a tecnologia envolvida na produção da Graham’s. A infraestrutura de visitação é muito elegante e organizada. Aqui a idéia não é de atender o turismo de massa, e geralmente as visitas são feitas com reservas. Por ser mais isolado em relação a outras caves à beira do Rio Douro, é mais raro aparecer turistas ao acaso.
pt-es_2016_0808
Após um descanso com a bela vista do Rio Douro, o jantar no Vinum Restaurant & Wine Bar. Começando com pão fresco e azeite fantástico da casa.
pt-es_2016_0809
Não poderia faltar o tradicional bacalhau, aqui fatiado bem fino com pasta de azeitonas e pimenta.
pt-es_2016_0810
Deliciosas alheiras feitas com carnes e aves com pimentões verdes e vermelhos. Defumado, crocante por fora e muito cremoso por dentro.
pt-es_2016_0813
Vinho branco Altano, bem frutado,cítrico, bem refrescante, perfeito para o calor do verão europeu.
E vinho tinto Pombal do Vesuvio 2014 com toque mineral e frutos maduros.
pt-es_2016_0814
Conforme entardecia, a paisagem se tornava ainda mais linda, e porque não, romântica!
pt-es_2016_0816
Prato principal, robalo assado com azeite, alho salsinha e pimenta, acompanhado de batatas. A textura estava impecável e a simplicidade do tempero ressalta a qualidade do produto.
pt-es_2016_0818
De sobremesa figos portugueses frescos com sorvete de nata. Eu adoro figos, mas até quem não gosta deveria experimentar os figos de Portugal, são outra coisa, de uma doçura e sabor inesquecíveis e viciantes.
pt-es_2016_0826
E claro, não podia faltar o Vinho do Porto Tawny 30 Anos, que vai muito bem com creme e castanhas.
pt-es_2016_0828
Esta foi uma das experiências mais especiais da minha vida. Agradeço de coração à toda a equipe da Graham’s / Symington por esse dia inesquecível!

Graham’s
Website: http://www.grahams-port.com/
Facebook: https://www.facebook.com/grahams.port.wine/
Endereço: Rua do Agro 150, 4400-281 Vila Nova de Gaia, Portugal.
Telefone: 351 223 776 484 / 485
Horário de visitação: todos os dias das 9:30 às17:30.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s