Arquivo mensal: julho 2015

Shin Zushi – meu sushi favorito

Quando quero comer sushi, e aqui digo sushi de qualidade, o primeiro nome que vem à minha cabeça é Shin Zushi. Sim, muitos dizem que é caro, pode ser, mas qualidade, para mim, tem valor. Mas o preço não costuma ser diferente dos bons restaurantes de São Paulo. Agora, comparar a preços de rodízio, aí é ridículo…
Mesmo fora do circuito Liberdade, é comum encontrar muitos japoneses de verdade, e para mim, isso é um bom sinal, nada do tipo festival do salmão.
Sempre que vou faço questão de fazer reserva no balcão, meu lugar favorito! Poder ver a cozinha em ação, trocar idéias e me divertir com as outras pessoas no balcão…
Spoon.2014_0562E dar boas risadas com o Ken e cia.
Spoon.2014_0573Para alguns, sushis são simples bolinhos de arroz com uma fatia de peixe ou outras coisas por cima. Digo coisas, porque hoje em dia tem de tudo, até “salada de fruta” por cima. Mas um bom sushi mesmo, exige dedicação, anos e anos para aprimorar as técnicas, não somente de preparar o niguiri (sushi em si), mas o preparo de cada um dos elementos que compõe o sushi. Tratamento e corte dos diferentes peixes, frutos do mar, que vai desde a escolha dos melhores insumos, passando por processos de conserva, até o corte. O preparo do arroz, que vai depender de fatores como o tipo, umidade, lavagem, secagem, tempo de cozimento, tempero, forma de mexer o arroz para temperar, e assim vai.
É, meus caros, processo muito mais complexo do que parece. Anos de experiência não é tudo, vai da habilidade e a vontade de cada sushiman. Já vi num mesmo restaurante sushimans com mais de 11 anos de experiência, e havia um abismo entre a técnica de um e de outro.
Segue uma sequência memorável de sushis do Ken.
Dupla de Toro que derrete na boca.
Spoon.2014_0563Otoro.
Spoon.2015_0688Chutoro.
Spoon.2015_0689Essa sardinha, preciso destacar. Foi o sushi mais inesquecível que já comi! Ainda mais considerando um peixe tão pouco nobre como a sardinha. Nessas horas você vê o talento do sushiman! Sabor incrível, peixe que desmancha na boca juntamente com o shari, tudo no maior equilíbrio.
Spoon.2014_0564Shimesaba.
Spoon.2015_0692Garoupa.
Spoon.2015_0691Uni.
Spoon.2015_0695Ikura.
Spoon.2015_0696Ika.
Spoon.2015_0693Ebi.
Spoon.2015_0697E para fechar com chave de ouro a parte de sushis, Unagui! Aliás, um TOP Unagui!
Spoon.2015_0699Claro que não poderia faltar o famoso Tamagoyaki.
Spoon.2015_0165Quem nunca viu o vídeo de execução dessa técnica?

Os quentes ainda preciso experimentar mais, apesar da tentação de pedir o sushi ser sempre maior.
O Karashi Misso Lamen estava divino, esquentou até a alma.
Spoon.2014_0567

Shin Zushi
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Shin-Zushi/164164390310259?fref=ts
Endereço: Rua Afonso de Freitas, 169, Paraíso, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3889 8700.
Horário de funcionamento: Ter. a Sáb. das 11h30 – 14h; 18h – 22h30 / Dom. das 18h – 22h / Feriados: 18h às 22h. Seg. fechado.

Gastronomia no Brasil e no Mundo

GastronomiaBrasilMundo

  • Autor(es): Dolores Freixas e Guta Chaves
  • Editora: Senac
  • Preço: 61,00 (jul.2015)
  • Comentários: Ideal para aqueles que estão começando na área de gastronomia, ou para curiosos sobre a história da gastronomia. De leitura fácil e dinâmica, dá uma noção geral sobre a história da gastronomia no mundo com um destaque especial para o Brasil, abordando técnica e cultura. Os tópicos são curtos, sem muito aprofundamento em cada assunto, mas é possível usar também como um guia, utilizando os fatos ou palavras chaves para buscarmos mais informações em outras fontes.

 

 

Borbulhas… Sparkling Sakes

Como apaixonada pelas borbulhas dos champagnes, não podia deixar de experimentar os Sparkling Sakes.
O primeiro que experimentei foi o Ozeki Hana Awa Ka, docinho, frutado e bem refrescante. Pelas borbulhas, o sake parece que fica um pouco no segundo plano. Mas a sensação é bem gostosa. Combina muito com sobremesas leves como este cheesecake!
Kinoshita.2015_004pEntão, tive a oportunidade de experimentar mais dois tipos, o Rice Magic Sparkling Red da produtora Ninkiiti (rosa) e o Junmai Happo Seishu Sparkling Sake da Akashi-Tai (transparente).
Spoon.2015_0746Comparada com a primeira que experimentei, essas duas possuem menos borbulhas, e ao discutirmos essa diferença, achamos até melhor. Apesar de perder um pouco do aspecto de refrescância proporcionada pelas bolhas, é possível sentir melhor os aromas dos sakês.
Spoon.2015_0750Ótimos para qualquer momento, agora, imagina que delícia no calorzinho!
Ainda não temos muitas opções de sparkling sakês no mercado brasileiro, mas os poucos podem ser encontrados em locais como: Adega do Sake, Loja Marukai, Kazu Sake Emporium, Izakaya Issa, Restaurante Kinoshita, entre outros.

Sushi – técnicas e receitas

Sushi técnicas e receitas

  • Autor(es): Kimiko Barber e Hiroki Takemura
  • Editora: Publifolha
  • Preço: 52,90 (jun.2015)
  • Comentários: Para quem quer começar a aprender técnicas de sushi, é um livro muito interessante. Rico em imagens de ótima qualidade, aborda desde tópicos mais simples como os nomes de produtos e utensílios, como abrir e preparar os peixes, até a execução do sushi em si. Tanto o texto quanto as fotos são bem didáticos.

 

Izakaya ou não izakaya, eis a questão…

Que os izakayas, botecos japoneses, estão em alta em São Paulo, já não é novidade. Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre este tipo de estabelecimento, indico o livro “Izakaya – por dentro dos botecos japoneses” de Jo Takahashi, tem feito um papel importante na divulgação do que seriam os izakayas.
Spoon_AG_2014_437No entanto, parece que o fato de ser um boteco ainda não alavancou da mesma forma. Visitando izakayas e conversando com os funcionários, parece que muitos estão procurando os izakayas não como botecos, isto é, local para beber (alcoólicos) e degustar acompanhamentos como segundo plano, mas para jantar, como se fossem restaurantes. Sempre cruzo com pessoas comendo ao meu lado que não pedem nenhuma bebida alcoólica.
Isso me fez questionar o porque desta distorção. Seria porque as pessoas ainda não estão familiarizadas com sakês e shochus? Será que não fazem idéia do que é um izakaya? Ou seria porque faltam restaurantes japoneses em algumas regiões, que ofereçam algo diferente de temakis e rodízios de sushis?
Fato é que os izakayas estão oferecendo pratos deliciosos, e confesso que eu também acabo tendo estes estabelecimentos como locais onde eu possa ter um jantar com comida japonesa de boa qualidade.
No Izakaya  Bueno, pratos maravilhosos como o Bibimbap, ….
Spoon.2014_0763e Buta no Kakuni.
Spoon.2014_0770O imperdível Okonomiyaki da D. Margarida, do Izakaya Issa.
Spoon_AG_2014_611A Anchova na brasa e espetinhos do Kabura.
Spoon.2015_0076O incomparável Nassu Dengaku do Kidoairaku.
Spoon.2015_0057E as constantes novidades do Izakaya Matsu!
Hambagu com demi glace.
Spoon.2015_0122As suculentas asinhas, Tebasaki.
Spoon.2015_0215O Mabo Nassu que é um super confort food para mim.
Spoon.2015_0212O viciante Lamen… com o ovo mais que perfeito!
Spoon.2015_0550E por aí vai….
É possível que com o tempo, as pessoas passem a frequentar o izakaya como um izakaya. Uma das coisas que gosto muito, é o contato que acabamos tendo com os comensais do balcão, acabamos criando elos através da comida e da bebida, e quem sabe, essa seja uma forma divertida de difundir melhor o conceito deste tipo de estabelecimento.
Mas talvez, a melhor forma de difundir as bebidas alcoólicas, especialmente sakês e shochus seja pela degustação/harmonização, que tem se ampliado cada vez mais, e o treinamento de funcionários dos izakayas por consultores especializados como a sake sommelier Sonia Y. Yamane do Haru Consultoria, para que possam oferecer essas bebidas de forma a valorizar ainda mais a experiência neste tipo de estabelecimento.
Spoon_AG_2014_412Deixo aqui os links de algumas degustações das quais participei:
Introdução aos Shochus no Izakaya Issa
Aventuras pelo Izakaya
Feliz aniversário Haru Consultoria!
Nakata Café em São Paulo durante a Copa 2014

Izakaya Matsu
Facebook: https://www.facebook.com/izakayamatsu?fref=ts
Endereço: Avenida Pedroso de Morais, 403, Pinheiros, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3812-9439
Horário de funcionamento: seg a sáb 11h30/14h30 e 18h30/23h30 (fecha domingo).

Izakaya Issa
Endereço: Rua Barão de Iguape, 89, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3208-8819
Horário de funcionamento:
Seg. à Sáb.: 18h30 – 23h30;  Dom.: 18h – 23h.

Izakaya Bueno
Website: http://www.izakayabueno.com.br/page/
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Restaurante-Bueno-_Alameda-Santos/236604866420008?ref=ts&fref=ts
Endereço: Alameda Santos, 835, Cerqueira Cesar, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 2386-8035.
Horário de funcionamento:
De Seg. a Sex. 11h30 – 14h30 e também 18h – 22h30
Sáb. 12h – 15h e também 18h – 22h30
Domingo fechado

Izakaya Kabura
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Kabura/206287909404993?ref=ts&fref=ts
Endereço: Rua Galvão Bueno, 346, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3277-2918.
Horário de funcionamento: Seg à Sáb, 19h às 2h.

Kidoairaku
Endereço: Rua São Joaquim, 394, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3207 8569.
Horário de funcionamento:Seg a Sex, 11:30 às 13:45, e 18:30 às 22:30; Sáb 11:30 às 13:45 e 18:30 às 21:30. Dom fechado.

Haru Consultoria
Facebook: https://www.facebook.com/sonia.yamane/about

 

Moderna Cozinha Japonesa – comida, poder e identidade nacional

Capa moderna cozinha japa.pmd

  • Autor(es): Katarzyna J. Cwiertka
  • Editora: Senac
  • Preço: 71,10 (jul.2015)
  • Comentários: Definitivamente um dos melhores livros que li sobre a cozinha japonesa. Texto muito bem escrito abordando desde a origem da culinária japonesa, passando pelas influências estrangeiras, chegando ao que conhecemos nos dias atuais. Ótima leitura para aqueles que possuem imagem estereotipada sobre a culinária japonesa.

 

 

Restaurante Ban, o pai do Izakaya Matsu

Um dos remanescentes da velha guarda dos restaurantes japoneses, o Ban, do dedicado e inspirado Haraguchi-san, é onde gosto de comer aos domingos no almoço. Seus otoshis são sempre uma surpresa, utilizando o que há de mais fresco em cada época do ano.
Spoon.2015_0583Seus temperos, seus caldos, são preciosidades, conhecimentos que qualquer cozinheiro gostaria de aprender. Somen divino, simples e confortante…
Spoon.2014_0970O carinho e o talento do Haragichi-san em cada prato. Acorda cedo todos os dias em busca de produtos frescos e de qualidade. Passar essa tarefa para outra pessoa? Nem pensar!
Spoon.2014_0243Essa sardinha estava impecável, desmanchando na boca… um exemplo de como um produto simples, barato e marginalizado no mercado pode atingir um nível tão elevado.
Spoon.2015_0585Tirashisushi feito pela aprendiz do Haraguchi-san. É, aqui tem mulher no sushi…
Spoon.2014_0294O Katsu Karê que tanto adoro!
Spoon.2014_0245E a sobremesa tipicamente japonesa, o Anmitsu, que até agora não encontrei melhor em São Paulo, tanto pelo sabor quanto pela delicada e harmoniosa composição.
Spoon.2014_0247Ainda preciso conhecer o menu degustação da noite, dizem que é um show de técnica de culinária japonesa!
Não é a toa o sucesso das comidinhas do Izakaya Matsu, tendo como “pais” o Izakaya Issa e o Restaurante Ban!

Restaurante Ban
Facebook: https://www.facebook.com/ban.liberdade?fref=ts
Endereço: Rua Tomás Gonzaga, 20, Liberdade, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3341-7740.
Horário de funcionamento:
Ter. a Sex. 11h30 – 14h30 e 18h – 22h30.
Sáb. 11h30 – 15h30 e 18h – 22h30.
Dom. 11h30 – 15h30 e 18h – 21h30.
Seg. fechado

 

 

O Saber do Sabor: as plantas nossas de cada dia

GilFelippe_SaberSabor

  • Autor(es): Gil Felippe
  • Editora: Setembro
  • Preço: 40,00 (jan.2013)
  • Comentários: Que tal preparar receitas, aprendendo ao mesmo tempo um pouco sobre as espécies das plantas citadas nas mesmas? Vem até com nome científico. Não há imagem dos pratos, mas as ilustrações das plantas são belíssimas. Recomendo o Pudim de Café, que vai whisky, muito bom!!!

Enfim, Eataly São Paulo…

Meses com todos comentando sobre o novo Eataly de São Paulo, com a idéia de “reunir todos os alimentos italianos de qualidade sob o mesmo teto, um lugar onde você pode comer, comprar e aprender”. Do jeito que era esperado, parecia até o acontecimento do século.
Inaugurado no dia 19 de maio de 2015, na Av. Pres. Juscelino Kubitschek, durante as primeiras semanas estava impossível de frequentar o local. Filas do lado de fora do “shopping”… Pelo amor de deus…. Sabe aquelas grades de parques de diversões para organizar filas? Bem, era isso mesmo que havia na porta.
Resolvi dar um tempo, ia sondando pessoas que estavam trabalhando no local, e finalmente, no primeiro domingo de junho, tomei coragem com amigos e fomos visitar o tal do tão esperado Eataly. Chegamos já no fim da tarde e não havia fila, ufa!
Spoon.2015_0713Entramos, parecia um  supermercado cheio, mas ainda dava para andar com mínimo de conforto. Livros, chocolates…
Spoon.2015_0714Até que chegamos na parte de hortifruti. Aqui a coisa estava medonha. Muitas frutas e verduras mais do que passadas com preços altos, que coragem… Demos uma volta geral, algumas coisas interessantes, outras nem tanto, na média, ok. Tudo bonitinho, setorizado, o que ajuda na procura de mercadorias específicas.
Spoon.2015_0715Já ouvi vários comentários de que o Mercado Municipal ainda é melhor, e aí eu consideraria muito a questão do que se busca e a necessidade de conforto. Se for produto italiano específico, talvez seja mais prático e rápido encontrar no Eataly, além de ter maior conforto. Já que no Mercado Municipal teria que bater perna para achar cada produto, mas ainda teria a vantagem de ter outros tipos de produtos além dos italianos e a possibilidade de fazer pechinchas, rs.
Assim que deu o horário, subimos para pegar as primeiras senhas para jantar no BRACE BAR & GRIGLIA, que fica no piso superior, mais isolado e mais aconchegante. Mesmo assim, ficamos com aproximadamente 40 minutos de espera. O bom é que eles anotam o número do seu celular, e assim que chega a sua vez, eles enviam mensagem. Assim, podemos ficar passeando pelo shopping sem estresse, ponto positivo.
No tempo que ficamos na fila de espera, tanto para pegar a senha, quanto para sentarmos à mesa, era possível ver toda a movimentação da cozinha, o que adoro. Acabo tão entretida que o tempo passa voando.
Finalmente conseguimos sentar! Uma cerveja Bergamosh da Cervejaria Urbana para comemorar, rs.
Spoon.2015_0716Polpo, polvo grelhado, para mim foi um dos pontos mais altos, macio, saboroso, perfeito! Tão bom que a sensação no final do jantar, foi que deveria ter pedidos vários desse e ponto, rs.
Spoon.2015_0717A Salsiccia alla Brace, linguiça de javali defumada e feita na brasa também estava ótima! Saborosa, sal no ponto e o fato de ser feito na brasa valorizou ainda mais!
Spoon.2015_0718I Fromaggi, quatro tipos de queijos com confitura da casa, ok.
Spoon.2015_0719O prato principal, Pappardelle alle Zucchine, a decepção da noite. Massa bem mais ou menos, sem sabor, sem graça… Quando estava na fila, reparei na execução dos cozinheiros, que por sinal era bem inconsistente, e senti que não devia pedir massas, mas resolvi dar uma chance, mesmo porque é um restaurante italiano. Pois é… como previ, não foi bom…
Spoon.2015_0720Para fechar a noite, Pêssegos Grelhados, regados com Mel de Laranjeira e Sorvete. O sorvete estava com textura sedosa, bem delicada, mas o pêssego não era dos mais doces, pena. Fiquei imaginando os pêssegos que experimentei no Japão e EUA, se fossem como aqueles, esta sobremesa alcançaria um outro nível.
Spoon.2015_0721O jantar, na média foi ok, valeu pela experiência, mas para mim não justifica o tempo de espera.
No geral, foi interessante conhecer este novo estabelecimento, mas não é um lugar que sinto vontade de voltar. Lógico que a impressão pode ter ficado por ser um estabelecimento recém inaugurado, com expectativas altas.

Eataly
Website: http://www.eataly.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/eatalybrasil?fref=ts
Endereço: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1489, São Paulo, SP.
Telefone: (11) 3279-3300.
Horário de funcionamento:
Mercado -Todos os dias das 8h às 23h.
Restaurantes: consulte o horário de cada um no site.

Restaurante Chevett – Piracicaba

Quando pensamos em comer em Piracicaba, interior de São Paulo, a primeira coisa que vem à cabeça é a famosa Rua do Porto, referência turística da cidade. Às margens do Rio Piracicaba, uma sequência de restaurantes ficam à disposição dos transeuntes. O difícil é resistir às tentações que ficam à vista. São peixes assados em tambores ou em churrasqueiras amplas como essa. Um dos nossos peixes preferidos é o filhote, que apesar do nome, é gigante!
Spoon.2015_0240Os peixes podem ser escolhidos na própria grelha. Apesar da localização à beira do rio, os peixes chegam de muito longe, como Amazonas e Mato Grosso.
Spoon.2015_0239E aí é só escolher os acompanhamentos, como o cuscuz, salada, arroz, batata frita, farofa, entre outros.
Spoon.2015_0238E para os amantes de boas cervejas, o passeio por Piracicaba pode ser estendida até a Cervejaria Dama Bier.
Spoon.2015_0242As cervejas podem ser consumidas no local, como também podem ser levadas para viagem.
Spoon.2015_0241
Restaurante Chevett
Website: http://www.restaurantedochevett.com.br/index.php
Endereço: Av. Alidor Pecorari, 1785, Piracicaba, SP.
Telefone: (19) 3432-4415.
Horário de funcionamento: Ter. á Sáb. das 10hs ás 23hs; Dom. das 10hs ás 17hs.

Dama Bier
Website: http://www.damabier.com.br/home.html
Endereço: Av. Rio das Pedras, 104, Piracicamirim, Piracicaba, SP.
Telefone: (19) 3411-7006 / 3401-1766.
Horário de funcionamento: Seg. à Sex. das 09:00 às 18:00; Sáb. das 09:00 ao 12:00 e 13:00 às 16:00.