Arquivo mensal: novembro 2013

Top do MEATS: Hooligan!

MEATS e o Z-Deli Sanduíches, são definitivamente os meus favoritos em termos de hamburgueres. Hoje pude curtir o MEATS de dia, muito interessante sentir a diferença do ambiente em diferentes horários. Aqui a fachada, que de noite só vemos o letreiro iluminado.
Spoon_AG_0554O salão… Hoje, domingo, abriu às 13hs, e 30 minutos depois já estava assim.
Spoon_AG_0555O bar onde ficamos desta vez.
Spoon_AG_0561Pedi o Amazon Beer – Red Ale Priprioca, com aroma e sabor bem definidos de madeira, muito bom, e dá realmente um ar de Amazônia, era para acompanhar o Jabulando do SP Burger Fest, folhas frescas de jambu, queijo marajoara, cebola caramelizada na cachaça de jambu com picles de semente de mostarda e farinha d’água. Mas infelizmente já tinha acabado.
Então fui no HOOLIGAN – pão de hamburger, hamburger, cheddar, picles, bacon e maionese de horseradish. Para mim, é o TOP TOP TOP do MEATS!!!
Spoon_AG_0558Quer saber mais? Perfeição na execução e equilíbrio de sabores!!!
Spoon_AG_0559L.O.V.E. MEATS!!!
Spoon_AG_0560MEATS
Website: https://www.facebook.com/MEATS320
Endereço: Rua dos Pinheiros, 320, Pinheiros, São Paulo, SP.
Tel: (11) 2679-6323

Brado Restaurante – SP Burger Fest

Esta semana fomos ao Brado Restaurante para experimentar os hamburgeres do SP Burger Fest. Achamos as imagens do site bem convidativos e resolvemos conhecer. A fachada moderninha e clean.
Spoon_AG_0543Existe uma variedade boa de ambientes. Área externa, área intermediária e interna.
Spoon_AG_0544O bar e a área interna.
Spoon_AG_0545Ahá, e adivinhem o que pedimos????
Spoon_AG_0546Olha só, pedimos o HAMBURGER ROCAFORT – 200g de fraldinha em deliciosa combinação de queijo gorgonzola e cebola caramelizada, acompanhada de batatas bravas. Essa maionese de ladinho é uma delícia, no começo achei que era simples maionese com catchup, e estava meio desanimada, mas quando experimentamos, nhamy, era de alho, além de combinar com o hamburger, combinava também com as batatas! Yay! O hamburger estava bem saboroso, e as batatas bem feitas também.
Spoon_AG_0548E o RIBS BURGER – hambúrguer feito com mix de costelinha suína e fraldinha bovina, acompanhado de queijo suíço, crisp de cebola crocante, molho de mel e mostarda e batatas fritas. Este também estava delicinha.
Spoon_AG_0549Adoro a companhia da Paulinha, nossas experiências e discussões são ótimas!!! É um tal de metade pra cá, metade pra lá, garfadas aqui, garfadas lá… Pura diversão!! hehehe.
E para fecharmos o jantar, resolvemos experimentar uma sobremesa, o COMPACTO DE CHOCOLATE – brownie de castanhas morninho, com espuma de maracujá, sorvete de café e caramelo de whiskey. Não vou mentir, essa sobremesa não foi a melhor experiência, o brownie era muito seco, a espuma é uma coisa que sempre me deixa com um pouco de nojo (kkkk), o sorvete era ok, nada surpreendente, e o broto de nabo, bem… esquisito, mas confesso que combinou com a calda de whiskey.
Spoon_AG_0551Brado Restaurante
http://www.bradorestaurante.com.br/
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 381 – Pinheiros
Tel: (11) 3061- 9293
Horário:
Seg – Sex: 12h às 16h / 20h as 24h
Sáb: 12h às 24h
Dom: 12h às 18h

Gostinho de Minas no Restaurante Dona Lucinha – Moema

Domingão de chuva, tem coisa melhor que se deliciar com comidinha Mineira? Bem, o Restaurante Dona Lucinha foi a nossa escolha, para experimentarmos um prato do SP Frango Week. Escolhi este restaurante por ter um prato diferenciado e ainda percebi que era da chef Elzinha Nunes, também participante do evento O Mercado. O restaurante possui unidades em São Paulo e Belo Horizonte, e hoje fomos à unidade Moema.
Spoon_AG_0531Por dentro, um salão temático, com carinha de Minas. Chegamos cedo, pela fome, kkk, e para evitar restaurante lotado. O plano deu certo, a partir de 13:30 começou a encher.
Spoon_AG_0532O prato do SP Frango Week era frango com quiabo, arroz, angu, couve e torresmo. Valor do prato: R$ 78,00, e serve 3 pessoas. Delicioso mesmo esse frango com quiabo!
Spoon_AG_0536Mas não conseguimos ficar só no prato e atacamos o suntuoso buffet!! kkk. A bancada de saladas…
Spoon_AG_0534Pratos quentes parte 1…
Spoon_AG_0535Cantinho de destaque para a linguiça caseira e o molho de rapadura…
Spoon_AG_0537Pratos quentes parte 2…
Spoon_AG_0538E a mesa de sobremesas…
Spoon_AG_0533Ah, e tudo com nome em português e inglês, muito phynoooo!
Tentei experimentar o máximo de pratos possível, mas é impossível!!! kkkk. É realmente muita variedade – frango com quiabo, costela, vaca atolada, feijão tropeiro, mandioca, pururuca, jiló… e assim por diante. Vou destacar alguns de meus favoritos, o primeiro, sem dúvida alguma, a linguiça caseira com o molho de rapadura, um desbunde!!!
Spoon_AG_0539Ah, essa costelinha sequinha, crocante por fora, macio e úmido por dentro!
Spoon_AG_0540E a carne seca com abóbora, meu deus, que maravilha!
Spoon_AG_0541Sobremesas? Bem, tive que montar meu prato degustação, ô coisa chata… kkkk. Queijo, doce de leite, doce de abóbora com abacaxi, doce de abóbora com côco, arroz doce, ambrosia, doce de cidra, e por aí vai.
Spoon_AG_0542Olha, é de sair rolando de tantas coisas deliciosas!!

Restaurante Dona Lucinha
Website: http://www.donalucinha.com.br/index.php
Endereço: Av. Chibarás, 399, Moema, São Paulo, SP.
Tel: (11) 5051-2050

SP Frango Week
Website: http://www.amofrango.com.br/frangoweek.html

Mesa SP 2013, finalmente!

Depois de anos com a maior vontade de participar do evento Mesa SP, este ano, finalmente consegui, mesmo que parcialmente, e posso adiantar que valeu a pena, mesmo indo apenas no final do dia, após o expediente! Saindo do restaurante chegava no evento entre 17:30 e 18:00, isto é, poderia ver apenas as últimas palestras do dia, mas com os atrasos, acabei tendo a chance de ver mais de uma apresentação, heheh. Nuca achei tão bom o atraso de algum evento… rs.
O evento ocorre no Senac, campus Santo Amaro e este ano o tema foi “Raízes: de onde viemos e para onde vamos”, se voltando para a ancestralidade da nossa comida, vasculhando a terra, entendendo as influências e trazendo as novas tendências da alimentação. O tema foi muito emocionante para mim, por resgatar muito de mim e por reafirmar a importância de ter passado por caminhos diversos à da gastronomia antes de chegar onde estou no momento.
A primeira palestra que pude assistir do Mesa Tendências foi a do Alberto Landgraf, “Um chef naturalista na cidade de pedra“. O uso de produtos sazonais e a valorização das características de cada um deles foi destacado. Lembrei muito da minha fase na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ).

MesaSP_2013_002Interessante poder ver de pertinho não somente o palestrante, mas toda a produção, que acho complexa, especialmente com os chefs cozinhando com uma platéia enorme na sua frente.MesaSP_2013_003Na sequência, o Brad Barnes (CIA), “A atual culinária sulista refletindo as raízes da cozinha americana“, utilizando os conhecidos elementos como bacon, feijões, porco…
MesaSP_2013_006Infelizmente o Maximo Bottura, uma das apresentações que mais queria ver, não pode vir por questões familiares. Bem, fica para uma próxima. Passaram o vídeo que ele havia preparado, muito emocionante e poético.
O último palestrante do dia foi Mauro Colagreco, “O milho e suas texturas“, Muito interessante a combinação de diversos milhos e suas texturas, desde milho assado, cozido, até a polenta, picoca e “mandiopans”.
MesaSP_2013_009MesaSP_2013_011Após o término das apresentações do Mesa Tendências, fui para o Mesa ao Vivo, localizado em outro prédio do campus. As aulas nas salas do curso de gastronomia devem ser pré agendados em cada dia, e alguns lotam com muita facilidade. Na praça antes de chegar às salas, ficam vários stands, como os de vinhos, várias opções para experimentar.MesaSP_2013_012Esse de pimentas estava ótimo, acabei comprando o relish e pasta de jalapeño!

MesaSP_2013_013As cervejas…

MesaSP_2013_014A praça…MesaSP_2013_015Espaço Cozinha Mão na Massa. Nesse dia e horário estavam o chef Carlos Bertolazzi e o chef Collin de Montreal.
MesaSP_2013_017O prato que o chef de Montreal estava preparando era  Cappuccino de lagostin. Primeiro a preparação do brodo de lagostin com o creme de leite batido, dando o aspecto de cappuccino. E para acompanhar, a carne do lagostin com sálvia enrolada em massa de pastel, uma adaptação feita com produto local. Interação super descontraída e divertida do público com os chefs.
MesaSP_2013_022Claro, o momento degustação, meo deos, tava bom demais!
MesaSP_2013_025Entre uma apresentação e outra, um rolê pela praça. Tentações do stand da Editora Senac!
MesaSP_2013_027Finalmente o último dia, com o auditório do Mesa Tendências cheio.MesaSP_2013_028Pura felicidade, consegui chegar a tempo para a apresentação do Alex Atala! É muita emoção! O título de sua apresentação foi “D.O.M. 15 anos: passados e futuros“.
MesaSP_2013_030Mas o mais emocionante foi a homenagem de Atala ao seu amigo e companheiro de trabalho Geovane Carneiro. Para quem tiver interesse, vale a pena dar uma lida na matéria “O D.O.M. de Geovanne“, deixo aqui um trecho que gosto muito:
Foi direto para o salão ou para a cozinha?
Eu achei que copeiro, como na lanchonete, era para servir os clientes. Mas copeiro ali trabalhava na pia, lavando prato. Decidi encarar. Tudo era novo e estranho para mim. Fiquei na pia, quietinho. Adiantava o meu lado e corria para o lado do cozinheiro. Já que eu não ia mesmo trabalhar de garçom, queria aprender a cozinhar. Fui pegando gosto. Com dois meses de pia, o Alex e o Michel me chamaram no escritório. Achei que ia ser demitido… Tinha uma vaga de ajudante de grelha. Eu disse: “Se me ensinarem, eu vou fundo”. Fui aprendendo. Num sábado, no Dia dos Namorados, o cozinheiro faltou para namorar – e deixou a grelha na minha mão. Ou eu aprendo de vez ou estou grelhado… Deu tudo certo. Na segunda-feira, o cozinheiro foi dispensado e eu fiquei na grelha. Depois fui para o fogão. Fiquei uns dois anos no 72. Foi quando o Alex abriu o Na mesa. Depois, o D.O.M. Estou com o Alex vai fazer 15 anos.”

MesaSP_2013_036O grand finalle, com os chefs e todos que estavam auxiliando no palco.
MesaSP_2013_040Nespresso a vonts, perfeito para passar o dia todo em palestras, não? Quem costuma frequentar congressos entende do que estou falando, heheheh…
MesaSP_2013_041Com o fechamento do Mesa Tendências, corro para as aulas do Mesa ao Vivo, lembrando que ainda temos mais um dia apenas com Mesa ao Vivo. Enquanto aguardo o início das aulas que agendei, uma pausa para experimentar mais produtos. Desta vez foi o Creme de Balsâmico, com as opções: morango e pimenta; mel e laranja; e cabernet sauvignon. Gentens, que coisa deliciosa, adorei!

MesaSP_2013_043Que fofa esta apresentação para a degustação de flor de sal com doce de leite.

MesaSP_2013_056Mais uma vez, a presença do Agrobonfim nos eventos!! Aí sim!! Eles são os fornecedores lá no restaurante, hehe.MesaSP_2013_057Interessante também foi conhecer esse produto, o Commodité. Eles fornecem o kit completo para cozinhar. A pessoa recebe uma caixa com todos os ingredientes prontos para serem utilizados, e tudo medidinho. Vulgo kit para preguiçosos e que gostam de se fazer de cozinheiros, hahahaha. Não é para mim, que amo todas as etapas, desde a escolha dos produtos, medição, cortes, preparo e apresentação, mas pode ser uma forma de começar a sensibilizar mais pessoas que estão acostumados com comidas prontas, não?
MesaSP_2013_069A aula que frenquentei no penúltimo dia foi do Bernardo Simões de SC, com o tema “O mar e as abelhas nativas de SC“. Prato com polvo, vieiras e 3 tipos de mel de abelhas nativas? Curiosidade a mil!
MesaSP_2013_049E voilá, o prato!! Uma das vieiras ainda foi defumada com lúpulo, pode?MesaSP_2013_051Essa é a nossa versão degustação, hehehe. Muito bom, com sabores, texturas e combinações interessantes.
MesaSP_2013_054Ainda pude conversar um pouco com o chef e experimentar a vieira pura de SC, bem diferente da vieira canadense que conheço mais. Apesar do tamanho da vieira de SC ser infinitamente melhor, achei bem saboroso.

MesaSP_2013_045Devido ao atraso da programação, infelizmente perdi uma aula de degustação de vinhos. Pena…
E finalmente o último dia… Aaaaaaaa… pena que está acabando… Queria muito conseguir uma vaga na aula da Paola Carosella, do restaurante Arturito. E adivinhem, consegui!!!
MesaSP_2013_058Segundo ela, o ingrediente principal é o amor, e ela passa exatamente isso, nas falas, nos gestos, na preparação… Fiquei absolutamente encantada!
MesaSP_2013_065Uma das coisas que gostei muito de observar, comparar e aprender, foi o mise en place dos chefs, ainda mais considerando um evento como esse. A preparação da Paola estava bem bacana, tudo medido e empacotado. Tudo é muito corrido neste tipo de evento e a falta de organização prejudica não só a apresentação de um chef, mas também os participantes que podem estar com outras aulas agendadas.
MesaSP_2013_061O tema dela foi “Gnocchi, porco e tomate“. O gnocchi foi feito com ricota de búfala, olha que coisa mais linda e singela. Gostei muito desse formato diferente do tradicional que conhecemos.
MesaSP_2013_064O prato é feito com molho de tomate, ervas e linguiça caseira. Confira o resultado!! Tentador, não?
MesaSP_2013_063Agora o momento tão esperado, a degustação!!! Olha, comeria pelo menos uns 10 pratos destes, de tão delicioso que estava.
MesaSP_2013_066Importante o detalhe do gnocchi, macio e extremamente leve, além de saboroso.

MesaSP_2013_067Por fim, a última aula do evento, queria de toda a forma conseguir fazer uma aula de vinhos, por nunca ter participado de uma degustação. Apesar do grande atraso para o seu início, mais de 40 minutos, resolvi insistir, dava uma volta, degustava alguma coisa  e voltava a cada 10 minutos. Até que foi anunciado a abertura da sala.
MesaSP_2013_070A curiosidade só aumentava com a disposição das mesas e taças.
MesaSP_2013_071Os vinhos para a degustação… O tema era “Grandes Vinhos do Douro”.
MesaSP_2013_074E finalmente começa a aula com o Ricardo Castilho. Confesso que valeu a pena toda a espera, pois a aula foi muito interessante e divertida.
MesaSP_2013_086Queijos para acompanhar, aí sim!!
MesaSP_2013_075Amei o Mesa SP, valeu cada esforço para chegar correndo ao evento, o horário tardio para chegar em casa, tendo que acordar cedão no dia seguinte. Só um problema, deixou aquele mega gostinho de quero mais!! Espero que nas próximas edições eu possa passar mais tempo no evento, né!! kkk.

Mesa SP 2013
http://www.semanamesasp.com.br/2013/

SP Burger Fest no Levain Escola de Panificação

Que eu amo hamburger, não é novidade para ninguém, né? Agora, imagine ter a oportunidade de aprender a preparar O PÃO DO HAMBURGER com nada mais, nada menos que o Rogério Shimura… Pensa numa pessoa feliz! hehehe. Siiim, há tempos queria aprender a fazer um bom pão de hamburger, e olha só que oportunidade!!! E que phyno, minha gente, no Levain Escola de Panificação!!

SPBF_2013.11_027O evento faz parte do SP Burger Fest, sendo criado o Hellman’s Burger Academy, com a proposta de aulas rápidas e didáticas, fazendo com que as pessoas possam colocar a mão na massa, e entender um pouco mais sobre a carne, os pães e a forma ideal de preparo dessas delícias. E para estrear, ocorreu no dia 12 de novembro, às 20hs, a aula de pão de hamburger, na Escola de Panificação do Rogério Shimura, o Levain.

SPBF_2013.11_003Aqui a apresentação da equipe do Levain.

SPBF_2013.11_004E mãos na massa, em grupos de 15 pessoas, nos deslocamos para as salas de aula. As 45 vagas foram preenchidas e muitos ficaram só na vontade, para terem uma idéia. Nas salas, tudo organizado para prepararmos os pães. Aqui os ingredientes por participante. SPBF_2013.11_007Bóra suar um bocadinho!!! Serviu para dar mais valor aos padeiros, viu, kkkkk. SPBF_2013.11_009A galera do Levain passando várias dicas importantes.

SPBF_2013.11_013Os pães começando a tomar forma…

SPBF_2013.11_018Enquanto os pães fermentavam, o Shimura nos apresentou a sua Escola de Panificação.

SPBF_2013.11_020Equipamentos de primeira, e a vontade de fazer cursos lá aumentando a cada passo, hehehe.

SPBF_2013.11_024Os pães de vários tipos e vários clientes.
SPBF_2013.11_025Aqui a nova loja do Levain, que funciona de quinta à domingo. Muito legal esse cantinho para poder apreciar as delícias do chef!
SPBF_2013.11_026São vendidos os pães disponíveis no dia, então fiquem atentos à página do Rogério Shimura no Facebook ou mesmo no Instagran, para saber o que estará disponível, ok. Gosto muito da janelinha de onde podemos ver a fabricação dos pães, um charme a mais!
SPBF_2013.11_002Pães no forno, voltamos à sala para a segunda parte da aula, agora a preparação do hamburger como um todo. Várias dicas muito bacanas com o pessoal do SP Burger Fest e Guia do Hamburger.
SPBF_2013.11_028E a carne utilizada by Wessel, aí sim, heim!!!
SPBF_2013.11_030A carne teve que ser feita no forno combinado, por questões de logística. Claro que não fica igual ao de hamburguerias, mas quebrou um belo galho, viu!
SPBF_2013.11_033Aí vem a hora de montar o cheeseburger, meo deos! Detalhe, maionese de ervas e outro de alho negro, simplesmente fantásticos!!!
SPBF_2013.11_035Esse aqui é o meu!!
SPBF_2013.11_036Ah, não poderia falta o momento tietagem, né!!! kkkk
SPBF_2013.11_037E os pães? Ainda levei para casa, hehehe. Delícias!!! Esses aqui fomos nós que fizemos, heim! hehehe.
SPBF_2013.11_038Olha, foi uma experiência fantástica em todos os sentidos, a organização, a estrutura, todos os profissionais envolvidos… Sucesso total!!! Mega curti!!! hehehe…

SP Burger Fest – https://www.facebook.com/SPBurgerFest
Guia do Hamburger – https://www.facebook.com/guiahamburguer

Levain Escola de Panificação – http://rogerioshimura.wordpress.com/escola-de-panificacao/
R. Dom Lucas Obes, 494, Ipiranga, São Paulo, SP
Tel: (11) 4561-5730

Edição Novembro/2013 do SP Burger Fest – BOS BBQ

Começa mais um SP Burger Fest (8 a 24 de Novembro), fomos conhecer o BOS BBQ. Chegamos por volta das 21:30, e sentamos quase que imediatamente. A decoração é ok, tem até teto retrátil, o ambiente de forma geral é bem coxinha, hehehe.

Spoon_AG_0515Spoon_AG_0517Começamos com um Pumpkin Ale, muito bom! Só um susto quando percebi que o meu copo estava bem trincado… Trocaram, mas deixaram um copo molhadão, achei meio desleixado… De cerveja, mais um detalhe, entregaram uma outra quase sem gelo de tanto tempo que ficou no balcão e ninguém trazia.

Spoon_AG_0518Bem, pedimos de entrada uma batata com molho de queijo e chili, estava absolutamente maravilhosa, tanto as batatas quanto o molho! E porção bem generosa!

Spoon_AG_0519Resolvemos pedir o hamburger do SP Burger Fest, o Chic Kobe Burger – 180g de cortes de Wagyu, grelhados no broiler, com 40g de queijo emmental derretido por cima; o pão é acompanhado de molho bernaise mayo e a porção pequena de batatas rústicas da casa.

Spoon_AG_0516Detalhe que esse hamburger faz parte do cardápio normal deles, com o mesmo valor. Porção enooooorme de batata acompanhando…

Spoon_AG_0520O hamburger do suposto kobe estava bem seco, o que achei bem estranho, já que kobe é muito gorduroso. A carne estava passado do ponto e sem sal, e assim, no final, o hamburger deixou bem a desejar, confesso que fiquei bem decepcionada. O tomate que vinha dentro estava cortada de forma muito tosca, fino de um lado, e extremamente grosso de outro.

Spoon_AG_0522Quanto às batatas maravilhosas, bem, gostaria que a garçonete tivesse avisado sobre o tamanho das porções, pois o total de batatas daria para váááárias pessoas… Queríamos experimentar a sobremesa, mas entupidos de batatas, acabamos não pedindo.
Como acompanhei em vários programas do Gordon Ramsay, acho que as porções deveriam ser equilibradas, nem sempre colocar porções ogras agradam. Concordamos todos na mesa que se tivessem colocado metade das batatas no prato, estaria ótimo e não acharíamos ruim pagar o mesmo valor. É muito chato a sensação de desperdiçar tanto alimento.

Fora os hamburgeres, ainda servem outros pratos como costelas, que ficamos com vontade de experimentar, especialmente por conta dos molhos barcebue deliciosos dispostos nas mesas.

BOS BBQ
Facebook: https://www.facebook.com/BOSBBQ?fref=ts
Endereço: Rua Pedroso Alvarenga, 559, Itaim Bibi, São Paulo, SP
Telefone: (11) 3078-4858
Horário de funcionamento:
Seg: 12:00 – 15:00
Ter – Qui: 12:00 – 15:00, 18:00 – 00:00
Sex: 12:00 – 15:00, 18:00 – 01:00
Sáb: 12:00 – 01:00
Dom: 12:00 – 23:00

SP Burger Fest
Website: http://www.spburgerfest.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/SPBurgerFest

Natto: uma relação de amor ou ódio!

Quando se fala em natto, para quem conhece, vem logo a reação de amor ou de repulsão profunda, hehehe. Mesmo sendo uma iguaria apreciada em muitas famílias japonesas, nem todos acabam pegando o gosto pelo natto.
Pois bem, o natto, para quem não conhece, é um alimento tradicional japonês feito com soja fermentada, rico em proteínas. As características mais marcantes são o cheiro, repulsivo a muitas pessoas, e a consistência pegajosa, semelhante ao quiabo. Segundo Agro Nippo, além dos nutrientes da soja, o natto possui a enzima nattokinas e é rico em vitamina K2, trazendo inúmeros benefícios: “afina” o sangue, dissolvendo coágulos sanguíneos e prevenindo infartos; melhora a absorção do cálcio; estimula a memória e auxilia no bom funcionamento do intestino.
Desde pequena, aprendi que comer natto deixava a pessoa inteligente, hehehe, não sei se é verdade, mas sempre comi, por isso e por adquirir gosto pela iguaria. Antes, encontrávamos apenas marcas nacionais, como o da Agro Nippon (foto abaixo).

Spoon_Natto_001Mas hoje em dia, encontramos  com certa facilidade, em casas de produtos japoneses, as versões importadas, sejam em copinhos, sejam em bandejinhas quadradas porcionadas de isopor.

Spoon_Natto_004Geralmente ele é servido com uma porção de arroz japonês (gohan), mas antes ele costuma ser misturado com: shoyu; karashi e shoyu; karashi, shoyu e cebolinha; nabo ralado (daikon oroshi) com shoyu; ovo cru batido e shoyu; e por aí vai. As versões importadas do Japão costumam vir com molho, que também pode ser variado. Ah, tem também no Japão a versão de nattos sem cheiro, desenvolvido para atender às pessoas que não gostam do cheiro forte. É comum servirem natto com gohan no café da manhã, mas também pode ser servido em outras refeições. Em hotéis no Japão que possuem as duas opções de café da manhã, ocidental e oriental, sempre oferecem o natto. Esse aqui é o que preparei com karashi (espécie de mostarda japonesa), shoyu e cebolinha. É importante misturar bem.

COOK.2013_353Além dessas versões, ainda pode-se misturar a outros alimentos, como o atum cru em cubinhos, shoyu e cebolinha, fica divino!

Spoon_Natto_002Pode ainda ser servido de outras formas, como o tofu substituindo o arroz, ou mesmo um belo temaki.

Spoon_Natto_003Sei que a aparência não é lá essas coisas, mas vale experimentar!! Para amenizar, de repente é legal começar com as versões importadas que costumam ter cheiro e sabor mais ameno, rs. Ou prove num restaurante japa, porque não? rsrsrs.