Arquivo mensal: abril 2013

Debate Olivier Anquier x BoicotaSP

Debate Olivier Anquier x BoicotaSP

Anquier x BoicotaSPDesde o começo, já achava estranha a proposta do BoicotaSP: “vamos listar os lugares que exploram demais e criar um grande guia de boicote para qualquer coisa que saia do razoável. Aqui você pode saber que lugares da cidade cobram demais por entrega de menos.”
Tá, mas, quais os critérios??? Então fui visitar o site e coisas que encontro:
Sobre estabelecimento em aeroporto internacional: “Isso que eu ainda nem mencionei o preço do Toddynho, né? R$4,50 por um negócio que vendia na cantina da escola por R$1,50. Grau de Exploração: 5
Grau de exploração de quem? Ah tá, os custos de um estabelecimento em aeroporto é o mesmo que de uma cantina de escola? Sério mesmo?
Se o estabelecimento cobra preços absurdos e oferece serviços péssimos, o próprio mercado regula isso, as pessoas não voltam, simples assim. Ou não???
Porque em nenhum momento essa discussão coloca claramente critérios como qualidade de ambiente, de atendimento, dos produtos, a localização, etc.? Soa mais como uma plataforma que quer causar confusão, alimentada por pessoas ignorantes, que sequer param para pensar nos custos de uma empresa.
Um garçom que te atende com educação e simpatia, que não derruba comida em você, que sabe resolver prontamente problemas que ocorram, custa muito mais que aquele mal criado que te ignora. Ou não? O treinamento adequado dos funcionários tem custo?
A comida que você come, qual a procedência e qualidade? Um cozinheiro hábil, com experiência, que entrega pratos no prazo adequado, com uma carne ao ponto, macia, e bem temperada custa o mesmo que um cozinheiro que te entrega uma sola de sapato?

Para refletir, não?

Assistam o debate:

http://www1.folha.uol.com.br/comida/2013/04/1270286-restaurateur-anquier-e-criador-do-boicotasp-divergem-sobre-critica-publica-a-precos.shtml

Quer entender melhor sobre os custos no Brasil? Acesse a matéria do Super Interessante “Por que tudo custa tão caro no Brasil”:

http://super.abril.com.br/blogs/crash/pagina-exemplo/?fb_action_ids=605648419453779&fb_action_types=og.likes&fb_source=other_multiline&action_object_map=%7B%22605648419453779%22%3A542362819139810%7D&action_type_map=%7B%22605648419453779%22%3A%22og.likes%22%7D&action_ref_map=%5B%5D

Experiências Gastronômicas no PAPM – Foz do Iguaçu

Uma semana em Foz do Iguaçu em evento internacional, o Protected Areas and Place Making Conference, fazendo parte da equipe de organização do evento. Bóra pra correria, mas sem deixar de curtir as experiências gastronômicas, hehe.

No dia de chegada, jantei no Recanto Park Hotel. Ao invés do buffet que não estava lá essas coisas, resolvi pedir à la carte. Era um risoto negro com ragu e confit tomates, parecia interessante. Mas não foi… Primeiro, a grande demora. Quando chegou o prato, todos da mesa já haviam terminado, péssimo… Quase 40 minutos de espera. E quando o prato chegou, estranhei, ué, não era ragu? E aí veio um picadinho de carne, e pior, fria e sem sal. Para compensar, o risoto extremamente salgado, e para completar um tipo de vinagrete sem o mínimo sentido. Pura decepção.

Spoon_AG_0251jCorreria, correria, e só deu para almoçar um salgado no dia seguinte. Mas aí tinha o coquetel de abertura do evento no Restaurante Porto Canoas, dentro do Parque Nacional do Iguaçu (Brasil). Altas expectativas, ainda mais com a baita fome. Infelizmente, outra decepção, pouca variedade de salgadinhos e super oleosos. Saí com o estômago doído.

Voltamos ao hotel e resolvemos jantar. Pedi um sanduba com picanha, mais uma vez, o cardápio parecia promissor. E chegou esse monstrengo… Na boa, não está bonito esse negócio. É grotesco tendendo a tosco.

Spoon_AG_0252Não sei porque, mas já percebi que o pessoal aqui de Foz gosta de colocar essa batata palha em várias coisas. Gentens, menas!!! kkkk. Não fica gostoso, é difícil de comer, e sinceramente, prefiro mil vezes a batata frita comum acompanhando. Fica a dica….rs. Ah, se estava bom?…. Não….

Spoon_AG_0253Os almoços no Refúgio Biológico Bela Vista, da Itaipu Binacional, onde ocorreram as palestras, foram em formato de buffet servidos em um quiosque com formato diferente, mas que proporcionou grande conforto térmico.

Spoon_AG_0255O buffet estava ótimo com opções interessantes e de ótima qualidade. Como buffet, para mim, superou muito as minhas expectativas.

Spoon_AG_0257Tudo muito bem preparado, verduras salteadas no ponto, temperos agradáveis, boas texturas, e por aí vai. Olha só que delícia. Esse foi um dos que mais gostei.

Spoon_AG_0258No rolê noturno com a equipe da organização, fomos conhecer o restaurante Picanha na Pedra que exala um cheiro que nos deixava com vontade, cada vez que passávamos na frente de carro. Não resistimos… A picanha na pedra com catupiry, acompanhado de mandiocas e uma porção extra de batatas fritas deu tranquilo para 4 pessoas.

Spoon_AG_0261Voltamos ao Restaurante Porto Canoas para o jantar do evento, já com as devidas reclamações feitas sobre o coquetel. Dizem que os salgadinhos do coquetel antes do jantar estava melhor, mas eu nem quis experimentar, queria mais é jantar! rs. Agora sim, um buffet patrão! hahahah

Spoon_AG_0266E o que mais me chamou a atenção foi o salmão com lula e alho poró. Muito bom, considerando um buffet! E o jantar terminou com chave de ouro, com o passeio noturno às cataratas, em noite de lua cheia, com direito a visão do arco-íris noturno. Pode? Aí sim, heim!! Parece que existe esse pacote de jantar com passeio noturno nas noites de lua cheia. Para quem ficou curioso, recomendo super!!!

Spoon_AG_0265O almoço no Parque Nacional Iguazu, no lado Argentino foi péssimo, carne dura e de segunda, e uma das coisas que odeio, prato de tons beges, éca! Hmmmm, sal finaaaa… ui… hahahah. Só brincando para poder achar alguma graça nesse almoço. Custa colocar uma saladinha barata só para melhorar o visual?

Spoon_AG_0267Foi aqui nesse restaurante este almoço. Achei que eu tinha dado azar em escolher esta opção, mas depois, conversando com pessoas que pediram outras opções, vi que foi geral. Segundo essa pessoa, o prato só desceu porque pediram um vinho, kkk.

Spoon_AG_0269Já o jantar em Puerto Iguazu, no Restaurante La Rueda, a experiência foi muito agradável, de forma geral. O ambiente, mais fino, prometia, e então chegou a entrada. Além de lindo, estava tudo muito delicioso. Salada verde, mandiocas fatiadas bem finas e fritas, um tipo de rocambole salgado e uma empanada  de carne picada na faca e com tempero marcante de manjericão. Ah, e a massa da empanada era folhada.

Spoon_AG_0270Essas mandiocas achei muito interessante. As vermelhas são tingidas com o suco da beterraba. Uma graça, né. Gosto dessas preocupações com o visual. Acho que é modinha também na cidade, pois vi esse mesmo tipo de uso em outro restaurante.

Spoon_AG_0271O meu prato principal, claro, tinha que ser o bife de chorizo. E lá vem as mandioquinhas fritas novamente, hehehe. A carne enoooorme, do tamanho da minha bota (kkk), estava no ponto!

Spoon_AG_0272E ainda havia opção dos molhinhos. Mas preferi o chimichuri que vinha ao lado do bife.

Spoon_AG_0274As meninas da Latívia pediram o prato com peixe, mas me pareceu um pouco sem graça. Tipo, Argentina = chorizo…kkkk

Spoon_AG_0273E por fim, a sobremesa. Infelizmente o jantar não fechou com chave de ouro. Pelo contrário, foi um desastre, do meu ponto de vista. De início prometia, com o espetáculo pirotécnico, hehe. Todos na mesa, ohhhhhhh… Mas foi só isso. O abacaxi estava extremamente ácido, cheguei a ter acesso de tosse, para ter uma idéia. Colocaram por cima doce de leite… meio nada a ver. De um lado do abacaxi um potinho com maracujá e algo alcóolico, devia ser vodca. Do outro um copinho de chocolate com uma bola de sorvete dentro. Alguém me explica como se come isso? Fui testando as combinações confusas e, na boa, nada combinou com nada. E para piorar, um “chocolate” vagabundo, ou melhor, parafina pura, um nojo. Sabe quando você masca, masca e a gororoba não dissolve? Para um restaurante deste nível, pelo menos o Callebaut, né… Pelo amor… E sei que encarece muito, mas que faça uma mini sobremesa que me impressione, e não um monte de porcarias fazendo volume.

Spoon_AG_0276Bem, mas de qualquer forma, a sobremesa, que só consegui beliscar um pouco, não ofuscou completamente o jantar muito agradável. E melhor ainda, em ótima companhia!

Spoon_AG_0280E mais um almoço no Restaurante Porto Canoas. Posso dizer que a experiência diurna é bem mais agradável como ambiente, com muito vidro e visão para as cataratas. De noite o ambiente é escuro demais. Mas a refeição fica menos glamuroso, pois fica muito movimento, diferente do jantar que foi feito exclusivamente para o nosso grupo.

Spoon_AG_0281Com a fome que estava devido ao grande atraso do almoço, tinha que dar nisso, prato de peão! Que gororoba, heim… ups… Arroz cremoso  com carne seca, rondele de ricota, salmão com um molho cremoso, legumes salteados, filé mignon, mandioca frita, churrasco seco e duro, e farofa. Afeeeee…. kkkk

Spoon_AG_0285O melhor foi ver os quatis bebendo água do lado de fora, no cano de saída da água do ar condicionado do restaurante.

Spoon_AG_0286Fim do evento e um brinde na equipe de organização na beira da piscina do hotel!

Spoon_AG_0287Para fechar com chave de ouro, um pulo na Argentina para jantar. E dá-lhe Quilmes pra todos os lados, rs.

Spoon_AG_0291Claro, pedimos picanha na chapa!

Spoon_AG_0289E para acompanhar, experimentamos a novidade, Stella Artois Noire. Interessante. É mais suave e menos doce comparado ao Quilmes Stout.

Spoon_AG_0292Por fim, comprinhas rápidas na feirinha de Puerto Iguazu.

Spoon_AG_0293Queijo parmesão, doce de leite e alfajores. Só foi pena que não encontramos o Jorgito. Tá certo, sei que é um alfajor baratucho, mas queria comparar sua versão branca com o Havanna branco como no vídeo do YouTube. Fica para a próxima. Aliás, nem Havanna tinha, pois queria comprar se fosse mais barato, já que no parque achei meio caro.

Spoon_AG_0297Depois posto comentários sobre os alfajores que trouxe desta vez, ok!

 

Workshop de Chocolate na Cau Chocolates!

Finalmente chegou o dia do Workshop do Concurso de Páscoa da Cau Chocolates!!!

Imagine a correria, no dia anterior tinha finalizado o curso de Técnicas Básicas de Gastronomia no Senac e viagem a trabalho agendado para o dia seguinte. Noites mal dormidas, muito cansaço, mas muito empolgada para participar do workshop.

Spoon_AG_0223bFui a primeira a chegar, muito japa, para variar, hehehe. Fiquei aguardando a outra ganhadora… e a ansiedade subindo… como será esse workshop??? Finalmente chegou a outra moça. A chef chocolatière Luciana Lobo, nos recebeu, muito simpática por sinal.

Colocamos os aventais e as toucas, lavamos as mãos e voilá, a cozinha, uma área que amo conhecer sempre! A primeira surpresa foi ver o tamanho, bem pequeno, mas aparentemente suficiente para a produção dos chocolates, ainda mais pensando em alto padrão. Ela nos mostrou a máquina que fica temperando o chocolate, mas também mostrou o processo manual, para entendermos os dois processos. Segundo ela, parte da produção é feita manualmente.

Spoon_AG_0226E aqui a maquininha de temperagem e que tem o sistema que faz tremer as bandeijas, tirando o excesso de chocolate.

Spoon_AG_0229Ai que nervoso colocar a mão na massa nessa maquininha. Maior sensação de que vou fazer algum desastre, hihihi. E vai tremendo…

Spoon_AG_0240E em todo o processo, a chef vai contando pouco a pouco da história da carreira dela, os processos na produção dos produtos feitos com chocolate, a importância de certas etapas, os cuidados necessários… e claro, eu metralhando perguntas o tempo todo. Vocês acham que eu perderia essa oportunidade? rs.

A idéia era exatamente de prepararmos uma caixa com 9 bombons de sabores variados. Escolhi de nutella, ganache (que foi preparado na hora para aprendermos) e o famoso recheio de paçoca. Olha eu aqui recheando, muita calma nesse momento.

Spoon_AG_0234Depois fechamos os bombons. E treme treme tudo de novo!

Spoon_AG_0242Olha só o resumo da nossa experiência na produção dos bombons.

Spoon_AG_0250E tchanãs…. a minha caixa!!!! Uhuuuuuu. Cheio de firulas, experimentando as decorações.

Spoon_AG_0246A chef Luciana Lobo é simplesmente um amor de pessoa, extremamente paciente, atenciosa, e muito didática. Confesso que me despertou a vontade de aprender mais sobre o chocolate. Já estou até sonhando com a minha placa de mármore… hmmmmmm… Não vai prestar, hehehe.

Spoon_AG_0248Enquanto esperávamos o chocolate endurecer adequadamente, a chef nos levou para o salão para tomarmos um café ou chocolate quente, e contar um pouco sobre as criações dela. Muuuuito legal!!! Sabe aquela sensação de não querer que termine de tão legal que está?

E no final as moças muito simpáticas da loja, fecharam as embalagens das nossas produções, um mimo! Olha só que coisa mais phyna.

IMG_0043

E claro, momento imprensa, hahahah.

Spoon_AG_0249E mais…

Spoon_AG_0251Saí da loja feliz demais da vida. A caminhada pela Oscar Freire até a Rebouças me fez refletir sobre tudo que tenho passado nesses últimos tempos. Apesar de certas dificuldades, senti muita, mas muita gratidão pelas oportunidades que a vida tem me dado. Isso me dá mais forças para acreditar no meu sonho.

Bacana que deu três de cada sabor para poder compartilhar com o pessoal de casa que sempre me dá muita força, hehe. Um close nas belezuras, minhas obras de arte, kkkk, só inventando.

IMG_0051E querem ver como ficou por dentro? Recheios da esquerda para direita – Ganache, Nutella e Paçoca. Ô meu deus, boooom demais…

IMG_0054Deixo aqui meu imenso agradecimento a todos que me me deram a maior força para que pudesse participar deste workshop!! Foi uma experiência muito especial, podem ter certeza.

Agradeço também ao pessoal da Cau Chocolates, e especialmente a chef Luciana Lobo.

De coração, muito obrigada, gentens!!!!

 

Curso TBG Senac – a última semana

Ah, tão triste lembrar que o curso já terminou… Mas vamos à última semana!

Começamos  a semana continuando a confeitaria, rocambole de framboesa, suflé de framboesa e pavê de cupuaçu.  O rocambole ficou ótimo, com a massa bem macia, pena que só deu para experimentar um pouquinho… rs

IMG_2594Posso dizer que foi um dia de overdose de framboesa, hahaha, com excessão do pavê de cupuaçu, que para mim, foi uma boa surpresa. Confesso que não sou fã de pavês, costumo passar loooonge desta sobremesa. Mas não é que esse ficou interessante! E a finalização com castanha do Pará moída deu um toque especial.

IMG_2592No dia seguinte tivemos as deliciosas tortas!!! Nossa, me dá água na boca só de lembrar… O que eu mais queria aprender era o cheesecake. Apesar de ouvir dizer que é bem simples, eu nunca havia feito antes. E olha o bichinho saindo do forno. Noooossa….

IMG_2623E depois de jogar a calda de framboesa. Aliás, mais framboesa…. devia estar em promoção, hahaha, não é possível. Olha essa belezura, minha gente! E estava realmente maravilhoso!!

IMG_2630Teve também a torta musse de chocolate, mas o campeão de preferência da galera, sem dúvida alguma, foi a tão querida torta de limão.

IMG_2627No penúltimo dia, tivemos aula com o Chef Artur, com o Petit Gateau e o Creme de Caramelo. Delícia demais. O Petit Gateau com creminho saindo lentamente e o sorvete para dar o contraste de quente e frio e amo! O pudim só faltou ter feito com as favas de baunilha, mas infelizmente tinha acabado… so sad…rs

IMG_2657E finalmente o último dia, o dia de nós alunos prepararmos o cardápio final com os ingredientes disponíveis. Tensão total, como se fosse o exame final. Mas o Chef Marcelo foi demais, e transformou o úlltimo dia numa linda confraternização bem descontraída. É a cara dele!!

Meu grupo preparou a entrada. Fizemos uma salada de folhas com muçarela de búfala, profiteroles (salgados) recheados com cream cheese e salmão defumado, pepino recheado com patê de ricota defumada.  E olha o o gatinho (que o Luis jura ser uma joaninha branca, rs) e a joaninha versão da Chef Márcia. Tão inadequado… insetos na salada???? huahuahuahuahau… bonitinhos!!!

IMG_2664Olha os pepininhos recheados.

IMG_2665Ah, e claro, profiteroles salgados.

IMG_2667E ainda teve frango assado, macarrões, brusquetta e sobremesas. Fiquem de olho no “mãozinha”!!! kkkk

IMG_2675Don, don, don, o Diploma!!! Feliz demais por ter completado esse curso maravilhoso. Mais grata ainda por ter tido a especial oportunidade de ter aulas com o grande Chef Marcelo Angele!!! Ficarei eternamente grata por tudo, professor!!!

IMG_2681E a foto com a Tchurma MARAVILHOSA, como diria o Chef!!!!

Adorei conhecer todos vocês e de ter compartilhado momentos especiais. Além do especial agradecimento ao Chef Marcelo, agradecimentos também aos chefs que deram um toque a mais no curso, os chefs Fausto e Artur. Outro agradecimento especial é para a chef Marcia, que esteve conosco em todo o processo, muito querida!

358. TBG - Aula FinalFoi um dia de grandes emoções. A alegria de completar mais um ciclo, mas a grande tristeza do fim de algo tão especial para mim. Não vou mentir não, acabei com lágrimas nos olhos voltando para casa. Mas depois foi pior, do nada caí aos prantos… acho que faz muito tempo, muito mesmo, que não sinto algo tão intenso e especial…. Deve significar algo, não? hehe..

FIM

Mais treino no fim de semana: Ovos Benedict e Massa Choux!

Não está fácil, mas arranjei um tempinho para o treino deste fim de semana. Tento escolher as receitas e técnicas feitas durante as aulas da semana, priorizando os que acho mais complicado e que eu consiga comprar os ingredientes, claro, que a coisa não tá muito fácil ultimamente, hehe. Os escolhidos desta semana foram os Ovos Benedict, pelo Ovo Pochê e o Molho Hollandaise. E a massa Choux para treinar as formas que o chef Marcelo Angele ensinou, e o desafio que me coloquei de fazer o bendito cisne do livro japonês.

E o dia começa em baixa… Ahhhhhh, coagulou o molho Hollandaise!! p#*@!#@!! So close… Aconteceu o seguinte, o dia hoje estava meio frio e a água do banho maria vivia esfriando quando desligava, tentei fazer com o fogo ligado, a temperatura subiu demais e deu nisso… Béeee. O pior é ter visto o molho lindinho e em questão de segundos vi desandando, um horror…

COOK.2013.12_210Mas desistir, jamais!!! Bóra começar tuuuudo de novo. Clarifica a manteiga, separa as gemas, esquenta o vinagre com as pimentas… fouet… e dessa vez de olho na quentura, rsrs. E violá!!!! Uóoooooo… agora sim!!! Detalhe, era para ser café da manhã, mas…

COOK.2013.12_212E vamos para os Ovos Pochê com a técnica dos saquinhos flutuantes. Não são engraçadinhos? rsrs. Óia! E o bacon no fundo, teve que ser isso mesmo porque não tinha lombo canadense em casa.

COOK.2013.12_214E… don don don… que rufem os tambores… vamos para a montagem… professor, olha só que perfeição de ovo, heim, heheh.

COOK.2013.12_215E vem o molho Hollandaise… Meu Deus…

COOK.2013.12_216E a grande hora da verdade – as gemas escorrendo…. Nooooooossa…

COOK.2013.12_218Agora, a parte 2, a massa Choux. Treinei a forma que o chef Marcelo ensinou. Adorei, essa técnica é muito boa. Observando que é apenas a primeira fileira da esquerda. Se olhar o resto me dá um belo zero, kkkk. Os outros são o começo da tentativa de fazer o corpo do cisne. Cada meleca que saiu, chef Márcia…. Mas nada de desistir!

COOK.2013.12_221Bóra lá melhorar, buscar uma forma de melhorar esse negócio. Olha que interessante, usei a técnica de fazer bolinhas que o chef Marcelo ensinou e puxei um pouco. Agora sim! Aos poucos foi melhorando.

COOK.2013.12_222E a finalização com o garfo, como estava no livro japonês.

COOK.2013.12_223Ah, e o desafio do pescoço e bico. Usei saquinho bem pequeno e cortei bem pouco a ponta. fiz uma pressão maior no começo para ficar uma bolinha na cabeça e depois ir puxando o resto do pescoço.

COOK.2013.12_220E depois, com um palito de dente, puxei levemente a parte da bolinha para formar um biquinho. Olha como ficou assado.

COOK.2013.12_224E as massas saindo do forno. Vários formatos para poder treinar, claro.

COOK.2013.12_239Ah, e a montagem do cisne, né! Essa é em homenagem à chef Márcia, com quem troco várias idéias de confeitaria japa!! Até coloquei um pratinho azul, ficou poético, vai… hehehe.

COOK.2013.12_226E esse ficou engraçado, estava montando vários para servir pro pessoal em casa, mas tive que tirar uma foto em homenagem ao chef Marcelo. Título da obra: “Motim”, hahahahaha…

COOK.2013.12_236E por fim, os básicos com o recheio de Crème Pâtissière com fava de baunilha e cobertura de ganache.

COOK.2013.12_233

 

Curso TBG Senac – Semana 3

Termina a terceira semana do Curso de Técnicas Básicas de Gastronomia e já começa aquela dor no coração… falta mais uma semana para terminar… Afinal de contas o curso está sendo o máximo!!

A terceira semana do curso começou com o dia de sopas. Ainda mais depois desse curso não existe a mínima possibilidade de ficar comprando sopas instantâneas, heim, rsrs. Consommé básico, bisque de camarões, sopa de ervilhas, sopa cremosa, sopa purê, brodo de capeletti, Vichyssoise e ministrone.

IMG_2490A de ervilha e Vichyssoise estavam maravilhosas, mas o bisque de camarões, meu deus, que delicinha! E tão phyno! kkk. Sinta o drama…

IMG_2483E o brodo de capeletti em forma de surpresa. Tchanã, adivinha o que está dentro dessa massa folhada maravilhosa? O brodo!

252No segundo dia tivemos Garde Manger, lembrando que não são apenas saladas! O garde-manger, ou “guardador de comidas”, é o profissional da brigada que cuida dos pratos frios, canapés, algumas sobremesas e de todos os elementos de apresentação, finalização e decoração dos pratos. Nosso grupo peparou a terrine de legumes grelhados, mas depois que acrescentaram tomate seco e azeitonas, acho que matou a terrine, que para mim deveria ter um sabor mais suave. Mas faz parte dos aprendizados, não.

IMG_2500O relish de pepinos ficaram bons, mas com mais tempo (que não temos) acho que chega ao ponto que eu gosto. E na foto também a maionese que preparamos com gemas pasteurizadas.

IMG_2501A salada de quinua ao açafrão com tomates secos e cogumelos ficou simplesmente linda, mas particularmente não gostei dessa receita. Primeiro, cozinhar a quinua com açafrão? Deus que desperdício, e pior, não se sentia quase o sabor do açafrão. Aí dois elementos, tomate seco e cogumelo shitaque mataram todos os sabores com a sua intensidade…

IMG_2504E esse, adivinha o que é? hahaha

IMG_2512Mousse de maracujá? kkkkk…. No no… Mousse de alho!! Engana fácil,, heim!! Perigoooooo. Estava ótimo, mas o alho estava bem fortinho. Imagine a galera depois no metrô… hehehe. E essas Bruschettas de tomate do chef Marcelo Angele… Divinos!!! Como diria Mies van der Rohe, “Less is More”!!

IMG_2513Ah, e um dos dias que mais estava esperado: OVOs!!! Uhuuuuu. Ovos de tudo quanto é jeito: frito, pocher, omelete, omelete suflé, ovo mexido, cocotte, e de quebra arroz, feijão e suflé de camarões.

IMG_2537O suflé de camarão surpreendeu, delicado e ao mesmo tempo tão saboroso.

283Amei também o ovo Cocotte, nunca havia experimentado. Pena que a gema estava meio dura, mas no geral, gostei demais.

IMG_2544E o tão esperado Ovos Benedicts! OMG, desde sempre era algo que queria muito experimentar! E acho que não era somente eu, porque a galera grudou nos pratos antes de começar a degustação. Olha os dedinhos, kkkk. Vale lambida para marcar o território também??? huahuaha

IMG_2541E voilá…Ovos Benedict!!! Ovo poché, good + muffins, good + lombo canadense, good + molho Hollandaise, good… HeavenI’m in heaven… And my heart beats so that I can hardly speak... rsrs. Sim, este entrou na minha “Last Meal List”, definitivamente.

IMG_2523O dia de frutas trouxe ótimas surpresas. Olha essa banana sendo flambada.

IMG_2550Claro, peras ao vinho, amooooo

IMG_2553Mas a grande estrela para mim foi a salada de frutas. Isso mesmo, também pensei, meu grupo terá que fazer salada de frutas, que triste… Mas depois que terminamos pensei, Deus, muito obrigada! Juro que nunca imaginei que uma simples salada de frutas pudesse chegar nesse nível. O diferencial, a calda magnífica! Palmas para o chef!!!

IMG_2555E o meu prato de degustação, claro… isso foi só o começo, kkk

IMG_2561Por fim, o primeiro dia de Confeitaria, com a massa Choux. Dá-le Éclairs e Profiteroles, ou Bombas e Carolinas, rs… piadinha interna… Olha a massa saindo do forno. Todos contribuiram para dar as formas, hehe, ficou bem engraçado!!! Amo muito tudo isso!!!

IMG_2569Recheamos com o maravilhoso Crème Pâtissière com favas de baunilha e cobertura de Ganache.

IMG_2572E aqui a finalização do chef Marcelo Angele, com sorvete e Chantilly, este último também com favas de baunilha… tentações… muitas tentações…

IMG_2578Ah e o bolo extra? Tivemos aniversariante no dia e uma das alunas trouxe o bolo de cenoura delícia! Bom demais terminar a semana assim, heim.

 

Irresistíveis e versáteis Profiteroles & Éclairs

Também conhecidos como bombas, os Profiteroles possuem formato de bolinhas e os Éclairs são compridinhos. Os Profiteroles amo rechear com sorvete de creme, jogando por cima o molho de chocolate. Lasquinhas de amêndoas também podem dar um toque final.

COOK.2012.01_204

Os Éclairs também ficam lindinhos, simples com creme de confeiteiro e açúcar de confeiteiro para dar o acabamento, ou recheados com cremes e cobertos de fondant que dão aquele acabamento firme.

COOK.2012.01_380O bom é que além dos doces, também são maravilhosos como salgados. Isso mesmo!! Que tal um patê de ricota com lascas de salmão defumado? Como a massa fica mais para neutro, acaba sendo bem versátil.